IBr Agência Digital | Blog

Facebook lança o Watch: a plataforma para brigar com Youtube e Netflix

Facebook lança o Watch: a plataforma para brigar com Youtube e Netflix

 

 

 

 

O Facebook decidiu entrar na briga contra YouTube e Netflix pelo mercado dos conteúdos em vídeo. Foi lançado esta semana o Watch: sua mais nova plataforma de vídeos, que promete, além de conteúdos como reality shows e seriados de comédia, as transmissões esportivas ao vivo.

Através de uma publicação no seu blog, o Facebook revelou que o conteúdo sugerido na “WatchList” do usuário será baseado nos gostos e preferências que ele apresenta ao utilizar o seu Facebook, como os tipos de página que segue. As preferências dos principais amigos também serão levados em conta no algoritmo da mais nova plataforma de Mark Zuckerberg.

“Aprendemos que as pessoas gostam de descobrir vídeos em suas páginas, mas elas também querem um lugar dedicado em que podem ir e assistir a eles”, disse o diretor de produto do Facebook, Daniel Banker.

A nova plataforma ainda não está liberada para todos. Somente um pequeno grupo de usuários americanos já conta com o Watch em seus Facebooks..

“O Watch é uma plataforma para que todos os criadores de conteúdo e veículos de mídia possam encontrar uma audiência, criar uma comunidade de fãs e ganhar dinheiro por seu trabalho”, finalizou Banker.

 

 

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Após divisão da moeda, Bitcoin chega a ser negociado por R$11 mil

Após divisão da moeda, Bitcoin chega a ser negociado por R$11 mil

 

 

No dia primeiro deste mês de agosto, a moeda virtual Bitcoin foi dividida em duas: a Bitcoin, que permaneceu com o mesmo nome, e a nova Bitcoin Cash.

Devido a alta demanda, a capacidade de processamento da Bitcoin passou a ser pequena, e levou os envolvidos nesse mercado, no período dos últimos 8 anos, decidirem pela divisão.

Após a divisão, era esperado que o preço das duas moedas somados fosse o mesmo preço da Bitcoin antiga. Contudo, o preço das duas moedas acabou aumentando. Quem possuía as Bitcoins tradicionais anteriormente à mudança , passou a ter o mesmo saldo em Bitcoins Cash.

O preço atual do Bitcoin é negociado por 11 mil reais no Brasil, e por 3.400 dólares no exterior. Já a nova Bitcoin Cash é negociada por 350 dólares.

“A princípio, é estranho que ambas moedas somadas sejam maiores que o Bitcoin original. Mas esse processo gerou tanta incerteza nos últimos anos, que o fato de ele ter sido resolvido, mesmo que com uma cisão, deixou todos os participantes muito animados”, relatou o CEO do Mercado Bitcoin, Rodrigo Batista.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Google passará a punir aplicativos da PlayStore que travam e que consomem muita energia

Google passará a punir aplicativos da PlayStore que travam e que consomem muita energia

O Google decidiu que irá punir os aplicativos disponíveis na Play Store que apresentam problemas de travamento ou que consomem muita bateria dos smartphones. Tal medida será tomada com o objetivo de garantir um acervo de maior qualidade para os usuários do sistema Android.

Isso não quer dizer que os aplicativos que forem identificados com essas deficiências serão banidos da loja do Google. Contudo, eles perderão colocações no ranking, dando lugar a aplicativos que não apresentem os mesmos problemas.

Para consolidar essa nova medida, a empresa realizará uma alteração no algoritmo da Play Store, que utilizará as classificações dadas pelos próprios usuários para identificar os aplicativos com problemas.

Para os desenvolvedores, a dica é utilizar sempre o Google Play Console, para encontrar qualquer tipo de problema de qualidade e corrigi-lo.

 

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Facebook altera o seu algoritmo para priorizar links de sites com carregamento rápido

Facebook altera o seu algoritmo para priorizar links de sites com carregamento rápido

 

 

O Facebook anunciou na semana passada que vai realizar uma alteração no seu algoritmo, com objetivo de dar prioridade aos links de sites que possuem carregamento rápido.

“Com esse update, em breve vamos levar em conta o tempo estimado de carregamento de uma página web em que alguém clica a partir de qualquer link no Feed de Notícias no aplicativo móvel. Fatores como a conexão atual da pessoa e a velocidade geral da página correspondente serão considerados. Caso os sinais indiquem, a webpage será carregada rapidamente, então o link desta página poderá aparecer mais alto no seu Feed”, revelou a empresa em uma postagem na última quarta-feira (2).

A alteração não vai eliminar os links de sites com carregamento demorado, mas as páginas com carregamento mais rápido aparecerão com prioridade no feed de notícias.

O Facebook também publicou um guia com diversas dicas para os desenvolvedores que buscam otimizar a velocidade do carregamento de suas páginas.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Pelo menos 8 milhões de computadores ainda estão vulneráveis ao Wanna Cry no Brasil

Pelo menos 8 milhões de computadores ainda estão vulneráveis ao Wanna Cry no Brasil

 

A Avast divulgou esta semana que o Brasil possui pelo menos 8 milhões de PCs vulneráveis aos ataques do ransomware WannaCry, que causou grandes estragos em computadores de todo o mundo em maio.

O motivo dessa vulnerabilidade é a desatualização dos sistemas, que ficam desprotegidos da ameaça Eternal Blue, que permite a invasão do Wanna Cry.

Segundo Ondrej Vlcek, CEO da Avast, o nosso país chamou a atenção pelo número de máquinas desatualizadas, e um dos principais motivos dessa estatística é o grande  número de usuários que utilizam o sistema operacional Windows pirateado.

Ainda no mês de maio, a Microsoft liberou para download um patch que combate o Eternal Blue para os sistemas Windows mais antigos, ou seja, àqueles que não possuem mais atualização. O motivo de tal medida foi o fato de que a metade dos PCs do mundo ainda utilizam esses sistemas.

“Veremos cada vez mais e mais ataques desse tipo”, garantiu o executivo.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!