IBr Agência Digital | Blog

Mais um recurso do Snapchat é copiado para o Instagram

Mais um recurso do Snapchat é copiado para o Instagram

Definitivamente, Mark Zuckerberg não está nem um pouco preocupado com o que as pessoas vão pensar com relação às escancaradas cópias que ele realiza de recursos do seu concorrente, o Snapchat.

Como já sabemos, Zuckerberg copiou o recurso de histórias do Snapchat, aplicando a mesma funcionalidade, apenas com outros nomes, no Facebook, Messenger, Instagram, e há poucas semanas, no status do WhatsApp.

Mais uma cópia do Snapchat foi realizada esta semana, desta vez sendo aplicada ao Instagram. Trata-se de um recurso que foi liberado no Instagram Stories. São adesivos de geolocalização (geosticker), que funcionam como um tag de localização e um acessório visual para identificar a localização do usuário.

Segundo o próprio Instagram, essa é uma versão inicial da ferramenta, que será mais completa e elaborada em breve.

Inicialmente, o novo recurso está liberado somente nas cidades de Nova Iorque e Jakarta.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp é o aplicativo líder em downloads na Google Play brasileira

WhatsApp é o aplicativo líder em downloads na Google Play brasileira

A Google Play (loja virtual do Google) já tem cinco anos de existência, e o Facebook, como um todo, lidera com folgas o top ranking dos aplicativos mais baixados dessa recente história.

Todos sabem que ao longo dos últimos anos, o Facebook realizou grandes investimentos, comprando plataformas concorrentes (WhatsApp e Instagram), fazendo aumentar ainda mais o seu império nas redes sociais.

Um levantamento realizado pela gigante das buscas revelou que os cinco apps mais baixados  da história da Google Play Store brasileira são: o WhatsApp em primeiro lugar, seguido de Facebook, Messenger, Instagram e Palco Mp3 em quinto, o que prova a total liderança dos produtos de Mark Zuckerberg.

Na venda de conteúdo de música, os Racionais MCs lideram as vendas no país, superando artistas como Luan Santana e a americana Adele.

Já no mercado dos games, Pou, Subway Surfers e My Talking Tom lideram a lista de preferência dos usuários Android.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Com marca de 50 milhões de usuários, Spotify comemora o grande momento

Com marca de 50 milhões de usuários, Spotify comemora o grande momento

O Spotify é o serviço de streaming de música mais utilizado no mundo. Lançado em 2014 no Brasil, o serviço obteve um crescimento muito rápido ao longo dos últimos anos.

Recentemente, a empresa divulgou ter atingido a marca dos 40 milhões de assinantes, superando, inquestionavelmente, o Apple Music, que é seu maior concorrente e que divulgou no final de 2016 ter atingido a marca de 20 milhões de assinantes.

Na última semana, o Spotify anunciou sua nova marca. Agora o serviço conta com 50 milhões de assinantes pelo mundo, deixando o rival ainda mais longe do topo nos serviços de streaming de música.

O preço mínimo para assinatura é de 16,90 reais, e os assinantes premium possuem diversas vantagens como reproduzir conteúdo online e sem interrupção de publicidades. O Spotify permite a reprodução online gratuita, mas as publicidades não param de surgir na sua tela, e obviamente o usuário não tem acesso a todas as funcionalidades da plataforma.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Apple compra domínio icloud.net e soluciona problema antigo

Apple compra domínio icloud.net e soluciona problema antigo

Desde 2011, a Apple oferece para seus usuários o serviço de nuvem, onde eles podem salvar e armazenar todo o conteúdo utilizado em iPhones, tablets e computadores da empresa de  fácil e segura. O domínio para acesso a esse serviço é o icloud.com.

Acontece que, por coincidência ou não, no mesmo ano em que a Apple lançou o serviço e o domínio, uma pequena rede social asiática lançava um serviço muito semelhante com o domínio “icloud.net”, fato que gerou muita confusão entre os usuários do serviço.

Para acabar com os enganos de uma vez por todas, a Apple anunciou que comprou o domínio icloud.net. A partir de agora, quem acessar o endereço icloud.net, irá visualizar uma mensagem dos antigos donos explicando que o serviço foi oferecido desde 2011 e que encerraram as atividades.

Poucos dias antes de lançar o iCloud, a Apple teve que comprar  por US$ 5 milhões esse domínio, que pertencia a uma empresa sueca que prestava serviços de storage online.

Seria possível que algum funcionário ligado a Steve Jobs pode ter passado informações a terceiros fora da empresa, para criar domínio quase idêntico, visando uma venda futura?

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Linkedin lança projeto para beneficiar profissionais pouco capacitados na busca por um emprego na Índia.

Linkedin lança projeto para beneficiar profissionais pouco capacitados na busca por um emprego na Índia.

O Linkedin  acaba de lançar o Projeto Sangam. Trata-se de uma nuvem interligada à rede social que oferecerá cursos e treinamentos para profissionais indianos com baixa e média qualificação, para candidatá-los a vagas de emprego posteriormente.

A rede social, que foi comprada pela Microsoft no final de 2016, é vista como uma ferramenta de contatos profissionais voltada para empresários, empreendedores e profissionais urbanos em geral. Foi pensando nessas características que percebeu-se que poderia ser tomada alguma medida para que pessoas menos qualificadas também se beneficiassem das oportunidades concedidas pelo Linkedin.

O Sangam é o primeiro projeto realizado no Linkedin após ter sido comprado pela Microsoft.

Satya Nadella, CEO da Microsoft, informou também que a intenção de lançar um produto com ofertas de trabalho para universitários.

Também foi lançado essa semana o Linkedin Lite, uma nova versão do aplicativo para smartphones, também pensado para os países emergentes que possuem péssimos serviços de internet. O novo app é quatro vezes mais rápido que a versão tradicional.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!