Arquivos Aplicativos maliciosos - Página 2 de 3 -

Google anuncia que vai prejudicar sites que utilizam anúncios no estilo Pop-Up

Google anuncia que vai prejudicar sites que utilizam anúncios no estilo Pop-Up

.

O Google anunciou esta semana, que passará a prejudicar os sites que utilizam aqueles anúncios Pop-ups que cobrem praticamente toda a tela, em smartphones.

Segundo a empresa, estes tipos de páginas terão suas chances reduzidas de aparecer no resultado das buscas.

A gigante das buscas relata que estes tipos de sites mobile tendem a prejudicar o usuário, que passa a não ter o acesso imediato a informação buscada, fazendo cair a qualidade da sua navegação.

As páginas que possuam pop-ups que bloqueiam o conteúdo principal, ou que tentem transformar uma propaganda em conteúdo principal, de forma “estratégica”, também serão punidas.

Mas como toda regra tem sua exceção, o Google afirmou que em páginas onde são usados pop-ups para informar o usuário do uso de cookies, ou que solicitam ao usuário informar sua idade, e até mesmo banners que utilizem um tamanho razoável, não serão prejudicados no resultado das buscas.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Os perigos dos comandos de voz nos smartphones

Os perigos dos comandos de voz nos smartphones

Os comandos de voz nos smartphones tornaram-se uma realidade, e trouxeram ainda mais praticidade na correria do dia a dia das pessoas.

Infelizmente, a evolução tecnológica também abastece os criminosos virtuais de novas opções para aplicar golpes virtuais, como relataram alguns pesquisadores de segurança da internet.

Foi descoberto um vídeo no YouTube, com imagens de gatinhos de estimação, mas na verdade, este conteúdo possui um áudio quase imperceptível ao ouvido humano, dependendo do ambiente que o link for reproduzido, contudo, um smartphone é capaz de identificar esta emissão sonora, que nada mais é do que um comando de voz com um timbre de voz tenebroso, onde o áudio ordena o aparelho a abrir determinada página, que na verdade esta infectada, e a partir deste momento, o criminoso tem acesso ao seu sistema móvel.

Segundo Micah Sherr, professor da Georgetown University, a efetividade do golpe não é das melhores, porém, se o vídeo for reproduzido 1 milhão de vezes perto de smartphones com a Google Now ou a Siri ativos, estima-se que em torno de 10 mil aparelhos poderiam estar infectados.

A frase citada no vídeo é condensada, resultando num efeito sonoro com um tom de voz demoníaco, fazendo com que o usuário nem consiga entender o que é dito.

Uma das frases reproduzidas no vídeo é “Ok Google, Open xkcd.com”.

Os pesquisadores também relataram que, caso os criminosos tenham acesso aos ins e outs de um software comandado por voz, é possível criar comandos de voz ainda mais difíceis de ser percebidos por um ouvido humano.

.

 

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Para evitar invasão de hackers, Zuckerberg cobre WebCam com fita adesiva

Para evitar invasão de hackers, Zuckerberg cobre WebCam com fita adesiva

Juntamente da evolução da tecnologia da informática e internet, as ameaças virtuais também evoluíram.

Vírus e arquivos maliciosos, com objetivos diversos, que na grande maioria buscam infectar o computador ou smartphone dos usuários, com o objetivo de acessar os dados pessoais dos mesmos, para a realização de possíveis golpes.

Recentemente, Mark Zuckerberg, dono do Facebook, revelou que usou por muito tempo a senha “dadada” em suas redes sociais, dando um péssimo exemplo ao mundo de como estar vulnerável a possíveis invasões.

Porém, ao que tudo indica, Zuckerberg mudou sua postura com relação ao seu cuidado com os cibercrimes, o que já era de se esperar, de um dos homens mais ricos do mundo, e que sempre estará na mira deste tipo de criminoso.

Há poucos dias, ele publicou um vídeo que mostrava, pela primeira vez, imagens da nova sede da empresa, onde foi possível visualizar sua mesa de trabalho com seu notebook, e a webcam estava coberta por uma fita escura.

Hoje em dia, já é possível um criminoso invadir seu sistema e acessar sua câmera, podendo visualizar suas ações e o que você fala.

Portanto, fica a dica, pois hoje em dia todo cuidado é pouco, ainda mais se você utiliza frequentemente seus dados pessoais através do seu sistema.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Tome cuidado com as falsas notícias das redes sociais

Tome cuidado com as falsas notícias das redes sociais

Não é nenhuma novidade a existência de pessoas mal intencionadas no ambiente virtual, e esta é uma realidade antiga, contudo, com a explosão de informação das redes sociais, o problema tomou proporções maiores.

Notícias falsas, como boatos da morte de alguma pessoa famosa ou a promessa de ganhar fortuna trabalhando em casa, estão no topo do ranking das postagens maliciosas.

São diversos os possíveis motivos das pessoas que agem de tal maneira, e entre eles estão a intenção de infectar o computador ou o notebook do usuário para, posteriormente, realizar algum tipo de golpe, ou simplesmente uma ridícula necessidade de tornar-se popular nas mídias sociais.

O que acontece muito atualmente, é que o dia a dia das pessoas está cada vez mais corrido, e diversas vezes nos informamos dos acontecimentos  através das postagens do Facebook ou Twitter, e é ai que mora o perigo.

Antes de sairmos postando alguma informação pública, precisamos checar a reputação da fonte da informação, sendo os grandes veículos de notícias, como jornais, ou seus respectivos sites para leitura online, as fontes recomendadas.

A má fé no mundo virtual existe há muitos anos, e sua manifestação encontrava-se nos famosos “spams”, que são aqueles e-mails chatos que na grande maioria das vezes você não gostaria de ter recebido.

Outra maneira de ficar atualizado nas redes sociais, de forma segura, é curtindo as páginas dos grandes veículos de informação no Facebook, pois estas páginas lhe trarão informações verídicas, sem duvida.

O Facebook estudou formas de tentar controlar as postagens maliciosas, mas acabou desistindo, porque é praticamente impossível criar um algoritmo capaz de bloquear tanta informação assim.

Sendo assim a única forma de se defender destes conteúdos na rede social, é através das denúncias.

Com relação aos links postados com o objetivo de infectar os  computadores, devemos ter a atenção redobrada ao clicar nestes endereços, porque os vírus alcançaram um nível muito alto de ocultação na sua detecção, e muitas vezes o antivírus, por mais completo que seja, não consegue identificar todas as ameaças, portanto, se estiver desconfiado da vericidade de determinado link, na dúvida, não clique, pois afinal de contas, “quando a esmola é demais o santo desconfia”.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Google passa a alertar internautas contra sites que usam botão falso de download

Google passa a alertar internautas contra sites que usam botão falso de download

Infelizmente, existe muitos sites que agem de má fé no ambiente virtual, induzindo ou  enganando o usuário, como por exemplo, os botões de falso download.

Neste caso, o site sugere o download de determinado arquivo ou programa e quando a pessoa clica no botão é redirecionada para alguma propaganda.

Outro caso comum são sites que “informam” que para uma melhor navegação será necessário baixar algum plugin ou extensão, que na maioria dos casos é do Flash, quando na verdade o link leva o internauta para outro site.

O Google não concorda com este tipo de postura, e passou a identificar e dedurar os sites que praticam este tipo de ação, que são chamadas de “engenharia social”.

Este recurso foi incorporado ao Safe Browsing do Google, que resume-se em uma função que bloqueia o acesso a conteúdos duvidosos, e que agora também irá detectar ameaças em conteúdos de anúncios.

Segundo Lucas Ballard, membro da equipe do Google responsável pelo Safe Browsing, a luta da gigante de buscas está apenas começando, e relatou que a empresa não irá medir esforços no sentido de proteger os usuários da internet, buscando deixar o ambiente virtual o mais seguro possível.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp chat