Arquivos Mídias Sociais - Página 17 de 24 -

Tome cuidado com as falsas notícias das redes sociais

Tome cuidado com as falsas notícias das redes sociais

Não é nenhuma novidade a existência de pessoas mal intencionadas no ambiente virtual, e esta é uma realidade antiga, contudo, com a explosão de informação das redes sociais, o problema tomou proporções maiores.

Notícias falsas, como boatos da morte de alguma pessoa famosa ou a promessa de ganhar fortuna trabalhando em casa, estão no topo do ranking das postagens maliciosas.

São diversos os possíveis motivos das pessoas que agem de tal maneira, e entre eles estão a intenção de infectar o computador ou o notebook do usuário para, posteriormente, realizar algum tipo de golpe, ou simplesmente uma ridícula necessidade de tornar-se popular nas mídias sociais.

O que acontece muito atualmente, é que o dia a dia das pessoas está cada vez mais corrido, e diversas vezes nos informamos dos acontecimentos  através das postagens do Facebook ou Twitter, e é ai que mora o perigo.

Antes de sairmos postando alguma informação pública, precisamos checar a reputação da fonte da informação, sendo os grandes veículos de notícias, como jornais, ou seus respectivos sites para leitura online, as fontes recomendadas.

A má fé no mundo virtual existe há muitos anos, e sua manifestação encontrava-se nos famosos “spams”, que são aqueles e-mails chatos que na grande maioria das vezes você não gostaria de ter recebido.

Outra maneira de ficar atualizado nas redes sociais, de forma segura, é curtindo as páginas dos grandes veículos de informação no Facebook, pois estas páginas lhe trarão informações verídicas, sem duvida.

O Facebook estudou formas de tentar controlar as postagens maliciosas, mas acabou desistindo, porque é praticamente impossível criar um algoritmo capaz de bloquear tanta informação assim.

Sendo assim a única forma de se defender destes conteúdos na rede social, é através das denúncias.

Com relação aos links postados com o objetivo de infectar os  computadores, devemos ter a atenção redobrada ao clicar nestes endereços, porque os vírus alcançaram um nível muito alto de ocultação na sua detecção, e muitas vezes o antivírus, por mais completo que seja, não consegue identificar todas as ameaças, portanto, se estiver desconfiado da vericidade de determinado link, na dúvida, não clique, pois afinal de contas, “quando a esmola é demais o santo desconfia”.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Facebook passa a tornar obrigatório o download do Messenger

Facebook passa a tornar obrigatório o download do Messenger

Já tem algum tempo que o Facebook incentiva seus usuários a instalarem o Messenger em seus smartphones.

Quando a pessoa acessa a caixa de mensagens através do aplicativo do Facebook, o mesmo sugere que ela instale o aplicativo do Messenger, porém, a partir de agora, todos os usuários do sistema Android serão “obrigados” a utilizar o aplicativo de bate papo para continuar com suas conversações.

O Facebook informou que sua intenção é fazer com que o usuário tenha uma experiência completa com o seu bate papo, pois no Messenger existe diversas funcionalidades que não são encontradas na caixa de bate papo do Facebook.

Na matéria postada ontem aqui no nosso blog, falamos sobre os investimentos do Facebook na evolução da inteligência artificial, e este é outro motivo para que o aplicativo faça as pessoas migrarem para o Messenger, porque ele também passou a receber o “DeepText”, que é o novo sistema de inteligência artificial criado pelo Facebook, que entende boa parte do que o usuário escreve no Facebook, e agora encorporado ao Messenger.

É claro que o Facebook não visa somente a qualidade do serviço, mas também a maior valorização da marca do seu aplicativo de bate papo, levando em conta que os negócios envolvendo aplicativos de mensagens tomou enormes proporções, e não esquecendo que  ele é dono do maior aplicativo de mensagens do mundo, o WhatsApp.

Ao que tudo indica,  em breve os usuários do sistema iOS também deverão realizar a migração.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Google teve uma grande sacada estratégica com a criação do Gboard para iPhone

Google teve uma grande sacada estratégica com a criação do Gboard para iPhone

Há algumas semanas fizemos uma matéria falando sobre o Gboard, o novo teclado da Google feito para iPhones.

Pode-se concluir que o teclado tem diversos pontos positivos com relação ao teclado tradicional da Apple, pois ele é compatível a todos os aplicativos, facilitando trocas de conteúdos entre participantes de um bate papo e, também, possui um grande acervo de GIFs e Emojis. Para ter acesso ao conteúdo basta acionar um simples botão e tudo se encontra de forma rápida e prática ao usuário.

O que motivou o Google a criar um teclado exclusivo para iPhone?

Esta foi a grande sacada! Quem acompanha sua evolução em termos de tecnologia sabe que a gigante das buscas não brinca em serviço quando o assunto é inovar com grandes idéias. Sempre buscando o topo e, obviamente, um maior retorno financeiro.

Em contrapartida ao Google e como já sabemos, a Apple possui uma política de privacidade e de direitos autorais muito forte desde sempre. Desde os primeiros iPods nunca foi possível transferir o conteúdo de um aparelho para um computador, por exemplo.

Atualmente, a Apple está envolvida numa disputa judicial com o FBI referente ao desbloqueio de iPhones utilizados por terroristas e a empresa é irredutível em mudar sua postura, alegando que todos os dados são criptografados e que nem mesmo ela seria capaz de rever o conteúdo.

Aí então é que o Google cria um teclado que simplesmente possibilita saber praticamente tudo que o usuário acessa no aparelho, quebrando toda a lógica de privacidade da Apple. Consequentemente, o Google aumentará seus lucros, pois passa a ter acesso às informações de usuários, de forma que pode direcionar de forma mais otimizada seus anúncios para os fãs da Apple e do iPhone.

Espertos não?

Vale lembrar que o Gboard só pode ser baixado na App Store americana, mas em breve estará disponível na loja brasileira.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Twitter inova e flexibiliza o uso dos 140 caracteres por mensagem

Twitter inova e flexibiliza o uso dos 140 caracteres por mensagem

Desde o seu lançamento, há dez anos atrás, uma das principais características do Twitter é o limite de 140 caracteres por mensagem.

Porém, a partir do próximo mês, a rede social não vai mais considerar os GIFs, enquetes, fotos e vídeos na contagem do limite dos caracteres por mensagem.

As novidades não param por ai. Outra alteração será aplicada nas mensagens iniciadas por “@”, que até o momento são utilizadas para direcionar a mensagem para um perfil específico, e partir de agora este tipo de mensagem poderá ser visualizada por todos os seus seguidores.

Segundo Jack Dorsey, CEO e fundador do Twitter, sua maior preocupação é em manter a principal característica da rede social, que é a simplicidade e a velocidade do seu alcance.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Facebook projeta alterações em seu feed de notícias

Facebook projeta alterações em seu feed de notícias

Em abril deste ano, circulou uma notícia de que o Facebook realizaria mudanças no seu visual e na forma de utilizar o feed de notícias.

Parece que realmente isso vai acontecer. Vazou na rede algumas imagens disponibilizadas por um usuário, que possivelmente tenha participado de um pequeno grupo de testes realizados pelo Facebook.

A principal mudança será a adição de categorias e subcategorias nas postagens.

O usuário poderá anexar uma categoria a outra, de forma que permita uma maior especificação do assunto, como, por exemplo, a realização de uma viagem com objetivo de praticar alguma modalidade esportiva, pois viagem e esporte não são diretamente ligados, mas com a suposta atualização, isto será possível.

É como uma espécie de hashtag, pois definindo as categorias, o usuário poderá ter acesso a postagens de outros usuários com o mesmo assunto.

De acordo com o site The Next Web, a nova forma de organizar suas postagens não será de utilização obrigatória. O facebook sabe que muitos usuários não gostam ou não se adaptam a mudanças radicais, por isso as alterações são feitas através de pesquisas e de forma gradual.

É claro que, por se tratar de uma atualização que ainda não foi revelada oficialmente pelo Facebook, ela poderá surgir com  alterações que não serão exatamente como está sendo previsto.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp chat