Arquivos Netflix -

Netflix investirá US$ 7 bilhões na produção de conteúdo próprio

Ao que tudo indica, o Netflix pretende continuar sendo o maior serviço pago de streaming em vídeo do mundo. A empresa revelou que investirá US$ 7 bilhões em produções próprias no próximo ano.

Em 2016, foram gastos US$ 5 bilhões na produção dos conteúdos autorais, e neste ano foram investidos US$ 6 bilhões.

Vale lembrar que alguns seriados da empresa como “The Get Down, Sense 8 e Girlboss não obtiveram o sucesso esperado e foram descontinuados, e mesmo assim, a ideia da empresa de conseguir produzir o máximo possível do conteúdo de sua plataforma continua intacta.

Para isso, o Netflix fechou parcerias com grandes produtores como os irmãos Coen, que ganharam o oscar de melhor filme com Onde Os Fracos Não Tem Vez, com Shonda Rimes, criadora de Greys Anatomy e com o apresentador David Letterman, que já havia se aposentado em 2015, mas aceitou o desafio.

A maior parte do catálogo da Netflix ainda é composta por conteúdos licenciados, e a idéia da empresa é fazer com que daqui alguns anos o conteúdo seja 100% autoral, da mesma forma Que o HBO já vem fazendo.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

No último trimestre, Netflix superou a marca de 100 milhões de assinantes

No último trimestre, Netflix superou a marca de 100 milhões de assinantes

 

 

O Netflix anunciou na última segunda-feira (17), que superou a marca de 100 milhões de usuários espalhados pelo mundo. Contudo, pela primeira vez os números de usuários americanos ficaram abaixo do número de usuários do resto do mundo.

Com um total de quase 104 milhões de assinantes, 51,9 milhões de assinantes residem nos EUA, enquanto 52 milhões estão espalhados pelo mundo.

Os números superaram as expectativas da empresa. Somente no último trimestre, 5,2 milhões de novos assinantes aderiram ao serviço de streaming, sendo que 4,1 milhões desses são de fora dos Estados Unidos, enquanto esperava-se uma média de 600 mil novos assinantes nos EUA e 2,6 milhões ao redor do mundo.

A receita do segundo trimestre fechou em 2,79 bilhões de dólares.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Netflix anuncia reajuste no valor das assinaturas no Brasil

Os usuários do Netflix no Brasil estão recebendo por email um aviso de reajuste nos valores das assinaturas a partir do mês de julho.

O serviço de streaming conta com 3 modalidades de assinatura, e o único plano que não será reajustado é o mais básico, de R$ 19,90 mensais.

Já o pacote intermediário, que conta com qualidade HD de imagem e reprodução em até 2 telas passará de R$ 22,90 para R$ 27,90, representando um aumento de 21,8%, e o pacote mais avançado, que reproduz conteúdo em HD, ULTRA HD e reprodução de até 4 telas passará de R$  29,90 para R$ 37,90, representando aumento de 26,7%.

O Netflix informou que não realiza reajustes no país desde 2015, e que o principal motivo é investimento pesado que a empresa vem fazendo em conteúdo exclusivo, com investimentos em torno de US$ 6 bilhões.

.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Apesar de não atingir os números esperados, Netflix já ganhou mais de 3 milhões de novos usuários em 2017

Apesar de não atingir os números esperados, Netflix já ganhou mais de 3 milhões de novos usuários em 2017

Como já é de costume da empresa, o Netflix divulgou os números do primeiro semestre de 2017, e apesar de não ter atingido a meta esperada para o período, a gigante do mercado de streaming não tem do que reclamar.

Nos 3 primeiros meses do ano, o Netflix conquistou 3,53 milhões de novos usuários, sendo 1,42 milhões somente nos Estados Unidos.

A empresa estimava pelo menos 1.5 milhões de novos assinantes nos EUA, e 3,7 milhões no resto do mundo.

Com relação ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 35% no crescimento total, e a empresa divulgou que sua meta não foi atingida pelo fato de algumas famosas séries terem atrasado seus lançamentos, como a nova temporada de “House of Cards”.

Para os próximos dias é esperado ultrapassar a marca de 100 milhões de assinantes, e também está sendo estudado o lançamento de conteúdos próprios no cinema.

 

 

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Atualização do Netflix permite usuário pular a abertura de seriados

Atualização do Netflix permite usuário pular a abertura de seriados

Há muito tempo que os usuários do Netflix sugerem que fosse criado um recurso que possibilitasse pular o conteúdo de abertura das séries reproduzidas na plataforma de streaming de vídeo mais famosa do mundo.

A novidade começou a ser testada no início do ano, e somente agora está sendo inserida mundialmente. Muito semelhante ao botão de pular anúncio do YouTube, a partir de agora será comum o usuário visualizar um botão no canto direito inferior chamado “Skip Intro”.

Quem gosta de assistir aos seriados do Netflix sabe que é muito comum o usuário assistir a vários capítulos de uma série em sequência, e é por isso que esse recurso foi tão desejado por boa parte dos assinantes, pois eliminando as introduções evita-se a perda de tempo  e fazendo um capítulo colar um no outro.

Inicialmente, o botão foi implantado somente em algumas séries, como House of Cards, Punho de Ferro, The Office e Mad Man, mas em breve será implantada nos demais conteúdos.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp chat