Como o Google Ads classifica os anúncios? Quais os critérios? - IBR Marketing Digital -

Como o Google Ads classifica os anúncios? Quais os critérios? – IBR Marketing Digital

> Conteúdo disponível em áudio, vídeo e texto

> ATENÇÃO: Acompanhe nosso conteúdo em todas as plataformas digitais de podcast, vídeo e texto.
É tudo @FelipeAPereira <
.

Vamos falar um pouquinho sobre a classificação dos anúncios do Google Ads? Aquela página de resultados das pesquisas, ela mostra resultados orgânicos e também os resultados de anúncios pagos, aqueles que vem das campanhas dos links patrocinados. Pois bem… para posicionar esses anúncios, o Google e seu sistema de classificação ordena os anúncios e define quem aparecerá em primeiro, em segundo, em terceiro e assim por diante. Um ponto de discussão muito grande entre pessoas que não entendem do assunto, mas também com aquelas que trabalham no meio: a confusão que é feita sobre o que realmente o Google leva em consideração na hora de classificar os anúncios na página de resultados quando é feita uma pesquisa.

como o google ads posiciona os anuncios - adrank - indice de qualidade e lance - marketing digital porto alegre

O que importa para posicionar bem no Google Ads

A verdade bem simples e bem direta: o Google Ads faz um cálculo, uma relação, entre cada uma das palavras-chave pesquisadas e seu índice de qualidade, com o lance máximo para o leilão, de cada anunciante, para definir aquele que vai aparecer em primeiro, em segundo, em terceiro, em quarto e nas demais posições designadas para os anunciantes, desde que o anunciante em questão atinja o índice mínimo para ser qualificado a aparecer. Em outro vídeo podemos falar a respeito do índice mínimo.

O que é o Índice de Qualidade

O índice de qualidade é uma nota que o Google Ads atribui para cada palavra-chave que tu cadastras na tua lista de palavras a ativarem teu anúncio. Para cada palavra-chave cadastrada, seu anúncio e seu site terão uma determinada relevância. E essa determinada relevância é única para cada palavra. Essa relevância o Google Ads chama de índice de qualidade, composto por diversos fatores, entre eles a relevância do seu anúncio para a palavra-chave pesquisada, a taxa de cliques esperada (sempre se importar com o CTR!!!) e a experiência na página de destino (a página onde o usuário vai ‘pousar’ após clicar no seu anúncio) – essa experiência na pagina de destino envolve muito aspectos, que falaremos sobre eles em outro material.

Como saber o Índice de Qualidade e a Estimativa de Lance para Parte Superior?

No painel do Google Ads, na aba de Palavras-Chave você deve clicar em “Colunas” e personalizá-las. Ali, você seleciona as colunas chamadas Índice de Qualidade e Estimativa de Lance… escolha aquelas que podem ser mais úteis, dentre as colunas de estimativas. Segundo o Google, o índice de qualidade NÃO determina a classificação de seu anúncio no leilão, pois se trata de dados que mudam em tempo real, a cada pesquisa que é feita. Porém, o histórico do seu índice de qualidade lhe permite entender o cenário e dar o caminho de como melhorar cada vez mais o desempenho, ganhando posicionamento e diminuindo o seu custo médio por clique.

Como posicionar melhor os anúncios, então?

Resumindo, então, o lance máximo da sua palavra-chave é muito importante, sim. No entanto, não define diretamente a posição do anúncio. A grosso modo, esqueça que para aparecer bem, tem que pagar mais. Esqueça que ‘é muito caro para aparecer no topo’ do Google Ads. Focar nos grupos de anúncios altamente segmentados pelos anúncios, pelas palavras-chave… quanto mais relevante a sua página de destino – a landing page – for para a palavra-chave cadastrada, melhor vai ser seu desempenho. Lembre-se de preparar seu site sempre para o usuário no dispositivo móvel, é essa versão do seu site que o Google considera, não só para classificar no SEO, mas também para gerar os relatórios de desempenho do seu site no Google Ads. A soma dos fatores todos, mais o lance de cada palavra-chave, resulta no ADRANK de cada anunciante no momento de cada leilão (pesquisa).

Se a gente segmentar ao máximo os grupos de anúncios, anúncios e palavras-chave, ao mesmo tempo que analisa e prepara da melhor forma possível, e constantemente, a página de destino em nosso site, estaremos agradando ao USUÁRIO! Este usuário provavelmente ficará satisfeito com a experiência e voltará a usar o Google quando precisar pesquisar por algo. Pronto, é exatamente o que o Google quer! Para garantir uma segmentação específica e filtrada, não basta estruturar essa sequência toda de anúncios, grupos e palavras, você precisa atentar para as correspondências de palavras-chave, assista a este vídeo lincado anteriormente e você vai entender que, das duas uma: essas correspondências de palavras-chave vão jogar seu dinheiro no lixo ou, então, realmente nortear seus anúncios àquelas pessoas que realmente importam.

A regra máxima que eu carrego, tanto para SEO quanto para Google Ads, é: escreva para o usuário, não para o Google!

Para saber um pouco mais sobre nosso trabalho, acesse as páginas de serviços de marketing digital, curso de marketing digital presencial e os cursos online de marketing digital!

Este conteúdo foi útil para você? Se sim, compartilhe com a sua rede!

Se tiveres alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, basta deixar nos comentários!

Precisa de ajuda com o seu marketing digital? Contate nossa agência e receba uma consultoria gratuita! =D

Mídias Sociais: Facebook | LinkedIn | Twitter | Instagram
Podcasts: Spotify | iTunes Apple | Spreaker | Soundcloud | Deezer | Google Podcast
Vídeo: YouTube | Vimeo
Texto: Medium

 

@FelipeAPereira

Administrador de Empresas especialista em Marketing | Founder & CEO da Agência Ibr.
Autor do livro “Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios”
Interaja comigo nas mídias sociais! =D
felipe@agenciaibr.com.br