Google Mobile-First: o que você precisa saber sobre a indexação para celular!

Google esclarece sobre indexação em dispositivos móveis

Google esclarece sobre indexação em dispositivos móveis

Empresa divulgou nota informando que apenas conteúdos para dispositivos móveis serão indexados e gerou confusão

Nos últimos dias surgiu uma breve confusão sobre a indexação pelo Google em dispositivos móveis. Em uma série de postagens no Twitter, o Google tentou esclarecer o mal-entendido.

Citamos alguns tópicos a respeito:

URL na pesquisa: na indexação para dispositivos móveis, o Google indexa a URL da versão otimizada para celular de um site. Quando há URLs diferentes para dispositivo móvel e para computador, o Google vai mostrar a URL para dispositivos móveis para usuários que estiverem em dispositivos móveis e mostrará a URL para desktop quando usuários estiverem pesquisando em computadores de mesa. Em ambos os casos, o conteúdo indexado será a versão para celular.

Indexação para dispositivos móveis gerou confusão
Indexação para dispositivos móveis gerou confusão

URLs rastreadas: o número total rastreado por dia provavelmente não sofrerá alteração. No entanto, haverá mudanças principalmente durante a mudança para a indexação em dispositivos móveis, pois o Google reindexa tudo.

Página em Cache: O Google não está exibindo páginas em cache para muitos sites indexados para dispositivos móveis. Trata-se de um erro que deverá ser resolvido muito em breve e a indexação e classificação não são atingidos por ele.

Velocidade: a atualiação divulgada em julho, que priorizará mais ainda sites com carregamentos rápidos, não está relacionada à indexação em dispositivos móveis.

Menu do site na versão para celular: altamente recomendado o uso de menus no tipo “acordeão”.

Requisitos: a compatibilidade e layouts responsivos não são requisitos para a indexação em dispositivos móveis. Páginas mais antigas e sem versões para celulares ainda funcionam em dispositivos móveis e, portanto, estão aptas para a indexação.

Ranking: este novo índice não altera em nada em termos de posições no ranking. A única mudança é que o Google indexa, agora, apenas o conteúdo para celular. Embora a compatibilidade com dispositivos móveis seja um item de classificação no celular, a indexação por si só não influencia.

Considerações:

Sobre o conteúdo, chego a algumas conclusões:

📲 Torne seu site responsivo o quanto antes. Se o seu site já é responsivo, não haverá mudanças. Caso você possua uma versão exclusiva para mobile, o que o Google vai indexar do seu site é apenas o conteúdo dessa versão exclusiva para mobile. Considere colocar todo o seu conteúdo também na versão mobile. Se o seu site não for responsivo e você não providenciar isto, acredito que muito em breve você perderá posição nos resultados das buscas.

📲 O Google tem divulgado que essa indexação mobile-first ocorreria no final de 2017. Entretanto, estamos em meados de 2018 e a última indicação é que a parte mais densa dessa mudança ocorrerá mais para o final do ano e início de 2019, gradualmente, desde que os testes não apontem para resultados com qualidade inferior.

📲 Sobre os conteúdos escondidos: o Google não gosta de conteúdos escondidos e já deixou isso claro inúmeras vezes. Então, os menus em acordeão (normalmente utilizados para fins de responsividade nos sites) agora não serão mais considerados conteúdos escondidos. Sobre esse assunto, o Google sentiu-se obrigado a reconsiderar o conteúdo ‘escondido’ do menu no site para mobile, uma vez que simplesmente não há espaço para manter o mesmo menu do formato dos sites em versão desktop.

Ficou com alguma dúvida? Conversa comigo nas mídias sociais! @FelipeAPereira em todas elas! =D

 

Abraço e até a próxima!

@FelipeAPereira

Felipe A Pereira - CEO Agência Digital Ibr

Administrador de Empresas, Consultor de Marketing e CEO da Agência Ibr.
Autor do livro “Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios”
Interaja comigo nas mídias sociais! =D
Facebook | Twitter | LinkedIn | Instagram | felipe@agenciaibr.com.br

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =