HTTPS ou HTTP? Google considera e coloca julho 2018 como limite!

Providencie o HTTPS em seu site. Para ontem!

Google anuncia prazo para julho de 2018 como data limite

Usuários receberão avisos explícitos sobre sites “não seguros”

Mais de 50% dos usuários de internet no mundo utilizam o Google Chrome, algo que nos diz que essa alteração certamente acarretará em impactos consideráveis para as empresas. Esse aviso pode afetar o comportamento do usuário dentro do seu site, gerando quedas no tempo de permanência, aumento de abandono do site, aumento de taxa de rejeição, cliques em anúncios e, consequentemente, na perda de vendas.

Como o Chrome avisa os usuários sobre páginas inseguras?

O aviso é exibido na barra de endereço do navegador, também conhecida como Omnibox, indicando que o site em que o usuário se encontra não é seguro. Esse aviso será exibido, a partir de julho, para TODOS os sites http.

O Google foi bem claro ao avisar que tornará visível o anúncio para todos os sites, afim de prevenir o usuário contra sites falhos e mal intencionados e, assim, atrair os ‘publishers’ e editores de site para o https.

Google Aviso HTTPS
Google divulga como avisará o usuário sobre o site não seguro na Omnibox

E as páginas com conteúdos misto? Não ficou claro se as páginas com conteúdos parte inseguro e parte seguro também receberão o aviso. No entanto, é bem provável que isso aconteça também.

O impacto do HTTPS do Chrome

Em função do comportamento do usuário ser diferente nas regiões do mundo, obviamente o impacto será diferente em determinados locais. Porém, mesmo nos países onde o uso do Chrome é “baixo”, ainda representa pelo menos 39% dos navegadores na internet. A necessidade do HTTPS será essencialmente importante na América do Sul, no México, em Israel e na Espanha. Na parte sul da América o uso do Chrome chega a 75% dos usuários. No México, 68%. Em Israel 66% e, no país espanhol, o uso do Chrome é feito por 63% dos usuários de internet.

Você deve atualizar para HTTPS?

Se você tem um site ou é responsável por manter um ou mais sites eu estimo que, provavelmente, analisando os dados do seu Google Analytics, você verá pelo menos 55% de visitantes que utilizam o navegador da Google. Se esse for o seu caso, sim, atualize para o HTTPS imediatamente. Imagine mais da metade dos seus usuários visualizarem avisos de “NÃO SEGURO” quando acessarem seu site. Certamente você sentirá o reflexo nos seus leads e clientes captados.

O vídeo explicativo do HTTPS está em inglês, mas você pode ativar as legendas.

Mudar para o HTTPS é mais barato do que você imagina.

Talvez o motivo mais válido para não migrar sejam objeções e questões técnicas, que, com um simples contato com o suporte da sua hospedagem de site, você consegue resolver. A maioria das empresas de hospedagem de sites já oferecem certificados HTTPS gratuitos.

É importante lembrar que essa não é mais uma consideração apenas para sites de comércio eletrônico – as lojas virtuais -, mas sim para TODOS os sites.

E você, já visualizou o aviso “NÃO SEGURO” em algum site? Já providenciou a sua migração para o HTTPS? Deixe sua resposta! =D

Abraço e até a próxima!

@FelipeAPereira

Felipe A Pereira - CEO Agência Digital Ibr

Administrador de Empresas, Consultor de Marketing e CEO da Agência Ibr.
Autor do livro “Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios”
Interaja comigo nas mídias sociais! =D
Facebook | Twitter | LinkedIn | Instagram | felipe@agenciaibr.com.br

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =