Arquivos Smartphones - Página 2 de 2 -

Multa por uso do smartphones no volante aumenta e passa a ser considerada gravíssima.

Multa por uso do smartphones no volante aumenta e passa a ser considerada gravíssima.

 

A partir do dia 5 de novembro, a multa para os condutores que forem flagrados utilizando smartphones no volante passará de infração média para infração gravíssima.

Este tipo de alteração no Código Brasileiro de Trânsito se torna necessária nesta nova era, onde a tecnologia transformou drasticamente nossos hábitos diários, principalmente com as redes sociais.

A utilização de smartphones e celulares para qualquer tipo de funcionalidade, seja para ligações, ou para o uso das redes sociais em geral, pode gerar sérios acidentes, pois afetam a atenção dos condutores.

Estudos comprovaram que o uso de celular no trânsito potencializa em até 400% os riscos de acidentes.

Contudo, além da alteração da gravidade da infração, haverá um aumento nos valores das multas aplicadas. Ou seja, o infrator pego utilizando celular ao volante, além de sofrer com  o aumento do valor devido a gravidade da infração que foi alterada, ainda receberá um prejuízo extra recorrente dos aumentos nas multas em geral.

Se estas alterações realmente conseguirem diminuir os acidentes de trânsito, que são responsáveis por muitas mortes no nosso país, que sejam bem vindas!

Confira algumas dicas para fugir do vício em smartphones

Confira algumas dicas para fugir do vício em smartphones

 

O vício no uso de smartphones é uma realidade inegável, e toda essa praticidade, ao mesmo tempo que traz muitos benefícios ao nosso dia a dia, também nos torna pessoas dependentes da internet e das redes sociais.

Se pararmos pra relembrar com eram nossas vidas antes desta explosão tecnológica – que foi o surgimento destes aparelhos multifuncionais – nós iremos perceber que era possível realizar nossas tarefas diárias e viver tranquilamente.

O fato é que os usuários estão deixando de aproveitar de forma completa os momentos de lazer com os amigos e familiares, dividindo-os com a incessante necessidade de verificar suas notificações nas redes sociais.

Talvez você, leitor do nosso blog, esteja satisfeito com esta atual realidade no seu cotidiano, mas caso reconheça que está perdendo muito tempo útil de vida por causa do seu smartphone, seguem algumas dicas abaixo:

  • Evitar o uso deitado na cama

Evite usar o aparelho na cama, pois é comprovado cientificamente que a luz da tela do celular ativa uma região do cérebro que altera o ciclo natural do sono.

Existem pessoas que precisam mexer no smartphone ao despertar, para dar uma animada antes de levantar-se, o que faz sentido segundo os especialistas. Portanto, não leve-o pra cama na hora de dormir.

  • Não use smartphone nas refeições

Além de garantir uma digestão mais tranquila, o momento das refeições deve ser aproveitado para relaxar um pouco da correria de nossa rotina diária, por isso, tente desapegar da tecnologia durante as refeições.

  • Decida se você vai falar com a pessoa que está a sua frente. ou a do bate papo do aparelho.

Vamos reconhecer. É muito desagradável quando temos a sensação que a outra pessoa não absorveu nada do que acabamos de falar. Por isso, se esforce ao máximo para não interromper um diálogo com quem está na sua frente por conta de um smartphone.

  • Desabilite as notificações

Talvez esteja aqui a grande chave da mudança.

Se o aparelho não ficar avisando a todo momento que chegou uma nova notificação, suas chances de mudança aumentam consideravelmente.

Aproveite de toda a praticidade que a tecnologia trouxe para nos beneficiar, mas não esqueça de aproveitar os simples momentos da vida.

A equipe da Intermidia Brasil espera ter sido útil com estas dicas!

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Mesmo com a crise no país, brasileiros gastam mais na hora de escolher seu smartphone

Mesmo com a crise no país, brasileiros gastam mais na hora de escolher seu smartphone

Ainda ontem, postamos uma matéria no nosso blog referente a uma pesquisa feita com usuários de smartphones, comprovando o vício das pessoas na utilização da internet e da telefonia móvel.

De acordo com pesquisas realizadas pela IDC Brasil,  a média de gasto do brasileiro na hora de trocar de aparelho aumentou 27% nos últimos dois anos, na média de 740 reais para 870 reais.

Em 2016, esse numero aumentou ainda mais, passando para 30%.

Outra interessante revelação da pesquisa foi o fato de que, neste período de dois anos pra cá, a compra de smartphones populares, com preço de até 700 reais, caiu 44%.

Se pararmos pra pensar, estes dados nos levam a que tipo de conclusão?

Como pode um país que encontra-se com uma das maiores crises da sua história, com uma população assustada com o preço dos alimentos e produtos em geral, estar disposta a gastar ainda mais na hora de comprar seu smartphone?

Segundo Diego Silva, analista da IDC Brasil, entre 2014 e 2015, 65% dos usuários brasileiros já possuíam seu primeiro smartphone, e dificilmente quando a pessoa vai trocar de aparelho, compra um inferior ou da mesma qualidade, acabando por investir num aparelho com melhores configurações.

Os fabricantes identificaram este momento, e passaram a investir na fabricação de aparelhos com configuração e preço intermediário, com o objetivo de atingir esse nicho de consumidor.

Ou seja, o brasileiro corta outros gastos para poder investir um pouco mais em um aparelho um pouco melhor, fato que comprova que o Brasil é um grande apreciador e consumidor de tecnologia.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Segundo pequisa, os smartphones causam hiperatividade

Segundo pequisa, os smartphones causam hiperatividade

Foi realizada uma pesquisa na Universidade de Virgínia, nos Estados Unidos, para identificar se as multifuncionalidades dos smartphones podem causar hiperatividade nos usuários.

Se pararmos para reparar o comportamento das pessoas a nossa volta no nosso dia a dia, e até mesmo em nós mesmos, vai ficar muito claro e óbvio que muita gente se tornou hiperativa por conta das mídias sociais.

Os cientistas selecionaram um grande número de pessoas e as separaram em dois grupos, durante um final de semana.

No primeiro grupo, deixaram os voluntários com seus smartphones com livre acesso, e no segundo, deixaram os aparelhos distante de seus donos, mas em funcionamento, e com o som das notificações ativado.

Como já era de se esperar, o primeiro grupo demonstrou alto índice de hiperatividade e déficit de atenção, com relação ao segundo grupo.

O mais interessante da pesquisa é a confirmação de que pessoas que não tinham diagnóstico de hiperatividade, após habituarem-se ao uso constante de um smartphone, vieram a ser diagnosticadas com hiperatividade ou déficit de atenção.

Os cientistas recomendam o uso dos aparelhos sem o som das notificações, de forma que aumente o intervalo de tempo entre os acessos às informações carregadas no smartphones.

Também aconselharam os usuários a não ficarem com o aparelho 24 horas por dia ao seu lado.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Alemães criam semáforo no chão prezando pela segurança de pedestres que caminham usando smartphones

Alemães criam semáforo no chão prezando pela segurança de pedestres que caminham usando smartphones

Que o uso de smartphones transformou a rotina das pessoas, oferecendo inúmeras facilidades, disso ninguém há de descordar. Entretanto, aparelhos eletrônicos têm o poder de tirar a nossa atenção com relação ao que está acontecendo a nossa volta, e isto pode ser muito perigoso.

Antes mesmo da revolução dos smartphones, já era assustador os números de acidentes de trânsito relacionados a pedestres que usavam fones de ouvido.

Segundo a revista americana Injury Prevention, especializada no assunto,  de seis anos pra cá os acidentes com pedestres com fone de ouvido triplicaram. Pensando na resolução deste problema, ou pelo menos na diminuição do mesmo,  o município alemão de Augsburgo teve a brilhante ideia de colocar semáforos adicionais nas principais ruas da cidade, onde existe uma maior concentração de jovens que constituem a maior fatia dos pedestres que utilizam fones de ouvidos nas ruas.

Contudo, o grande ponto inovador da iniciativa é que estes semáforos são localizados no chão, com duas fileiras de luzes de led, nos dois lados da via, sinalizando com luzes vermelhas alertando o pedestre a parar.

A DEKRA, consultoria alemã especializada em segurança no trânsito, realizou uma pesquisa entrevistando 14 mil pessoas em diversas capitais europeias e constatou que 17% das pessoas utilizam smartphones enquanto caminham nas ruas. Atualmente, outros países também buscam alternativas contra o problema.

Nos EUA, estão sendo testados ônibus sonoros que avisam sua proximidade ao pedestre e, em outras cidades, já existe multa pra quem for pego atravessando uma via digitando no celular!!!

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp chat