Arquivos whatsapp - Página 4 de 5 -

Após bloquear R$ 38 milhões do WhatsApp, justiça brasileira pode proibir pela quarta vez o aplicativo no Brasil

Após bloquear R$ 38 milhões do WhatsApp, justiça brasileira pode proibir pela quarta vez o aplicativo no Brasil

 

Os bloqueios do WhatsApp, realizados pela justiça brasileira, já ocorreram três vezes, e ao que tudo indica, a qualquer momento a proibição do funcionamento poderá acontecer novamente.

Na última quarta, o Ministério Público Federal do Amazonas informou que realizou o bloqueio de R$ 38 milhões do WhatsApp, valor este, referente as diversas multas anteriormente aplicadas judicialmente à empresa por não cumprir com a ordem de disponibilizar dados cadastrais e conversas de usuários do aplicativo com suposto envolvimento em crimes.

Segundo o procurador da república, Alexandre Jabur, o fato da empresa não cumprir as ordens judiciais caracteriza ato atentatório à dignidade da justiça, e além de gerar as multas, possibilita a determinação da suspensão dos serviços prestados pela empresa no Brasil.

O Facebook argumenta que o WhatsApp está sob responsabilidade das operações da companhia nos EUA e Irlanda. Contudo, a justiça brasileira alega que o posicionamento da empresa fere os acordos de cooperação internacional, e alguns artigos do Marco Civil da internet, que determinam que as empresas devem se adequar à legislação local do país em questão.

Na dúvida, vale a pena ter sempre instalado no seu smartphone o Telegram.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp lança novo tipo de fonte de forma secreta

WhatsApp lança novo tipo de fonte de forma secreta

 

O WhatsApp está lançando um novo tipo de fonte, a FixedSys, que irá deixar os textos do aplicativo com um estilo mais retrô.

A nova fonte já está disponível há alguns dias. Contudo, essa atualização não foi divulgada pela empresa, tornando a novidade praticamente “secreta”.

A nova fonte possui um espaçamento maior entre os caracteres, lembrando um pouco a fonte do bloco de notas do Windows.

Para utilizar a nova fonte, basta escrever a palavra ou frase com três crases antes do texto, e três crases logo após, de forma semelhante ao negrito e ao itálico, igualmente lançados “secretamente”, onde se usa o texto entre asteriscos para o negrito, e entre underlines para o itálico.

No caso de aplicar o itálico e negrito no mesmo texto, basta usar o asterisco e o underline, respectivamente, antes e após o texto.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp passa a ter correio de voz e função redial nas ligações

WhatsApp passa a ter correio de voz e função redial nas ligações

 

O WhatsApp preparou algumas novidades para seus usuários, e elas já se encontram disponíveis na última versão beta pública do aplicativo.

Trata-se do correio de voz e da tecla redial. A primeira, possui praticamente a mesma função dos serviços de correio das operadoras de telefonia móvel, e a segunda possui a mesma função oferecida há muito tempo pelos celulares e aparelhos de telefone fixo.

Quando o usuário realizar uma ligação e ela for recusada ou não atendida, ele receberá a opção de deixar uma mensagem de voz gravada, e nas ocasiões que for desejado finalizar a chamada e reiniciá-la, basta apertar a tecla redial.

Anteriormente, para refazer a ligação, o usuário precisava retornar para a lista de ligações, localizar a última chamada discada, e acionar a ligação novamente.

No correio de voz, logo após o usuário receber a mensagem que lhe da a opção do envio, o processo é idêntico ao correio de voz das operadoras. Porém, a mensagem enviada cai na caixa de bate papo do usuário destinatário, como se fosse uma mensagem de voz comum.

Inicialmente, a nova versão do aplicativo só estará disponível para Android, e ainda não foi liberado na Google Play, mas você pode baixar a nova versão aqui.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Justiça brasileira bloqueia o WhatsApp por 72 horas

Justiça brasileira bloqueia o WhatsApp por 72 horas

Um juiz sergipano, da cidade de Lagarto, determinou o bloqueio do aplicativo WhatsApp, hoje, 2 de maio, a partir das 14h, em todo o território nacional.

Trata-se do mesmo juiz que prendeu o vice-presidente do Facebook na america latina, em março deste ano.

O magistrado alega que o WhatsApp não colaborou nas investigações da policia federal com crimes relacionados ao tráfico de drogas em sua comarca, em que os traficantes mantinham conversas através do aplicativo.

As operadoras de telefonia móvel do país foram intimadas a cumprir a ordem de bloqueio, e o não cumprimento levará a aplicação de uma multa de 500 mil reais por dia.

Esta é uma questão que dividiu muitas opiniões. Tudo começou quando a Apple não colaborou com o desbloqueio de um Iphone de um terrorista que cometeu um atentado nos EUA.

A maior preocupação da Apple,e agora também do WhatsApp, é que futuramente qualquer caso na justiça, independente de sua relevância, ganhe o direito de quebra de sigilo por parte das empresas prestadoras de serviços, o que poderia causar uma grande confusão no futuro.

O WhatsApp passou a criptografar todas as mensagens de seus usuários; ou seja: nem mesmo a própria empresa criadora do aplicativo seria capaz de desvendar a mensagem após criptografada, fato que, em tese, solucionaria o problema do WhatsApp, em ter a obrigação de liberar conteúdo de determinada conversa.

Agora nos resta esperar e ver como será o desenrolar desta história.

Enquanto isso, os usuários migram para o Telegram e outros aplicativos de bate papo, para não perder a comunicação com seus contatos.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Google fez proposta para comprar o Telegram

Google fez proposta para comprar o Telegram

 

Vazou na mídia internacional a informação de que o Google fez uma proposta de 1 bilhão de dólares para comprar o maior rival do WhatsApp, o Telegram.

Segundo as fontes que relevaram a tentativa do negócio, o CEO do Telegram, Pavel Durov, parece realmente acreditar na continuação do crescimento de seu aplicativo de bate papo, pois ele foi curto e grosso com Sundar Pichai, CEO da Google, informando-o que o negócio não teria a menor chance de evoluir.

Houveram rumores num passado recente, que o Google já havia tentando comprar o WhatsApp, antes de sua compra ser efetuada pelo Facebook.

Não é de hoje que a Google busca alternativas para criação de um novo aplicativo de bate papo, para entrar na briga com o WhatsApp e o Messenger, de Mark Zuckerberg.

Tudo indica que a Google busca a atualização, ou até mesmo a substituição do seu aplicativo Hangouts.

Há alguns meses citamos aqui no nosso blog, que a Google estaria investindo pesado na criação de um aplicativo de bate papo offline.

Algo parecido com o antigo SMS, porém, totalmente reformulado, com funções semelhantes ao WhatsApp e ao Telegram, entretanto, sendo seu uso debitado nos créditos de seu plano de internet móvel, junto sua operadora.

Ainda não se sabe se houve a desistência deste projeto, ou se ele pode surgir como uma surpresa a qualquer momento.

Enquanto aguardamos novidades, Mark Zuckerberg continua tranquilamente no topo, quando o assunto é bate papo em mídias sociais.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!