Arquivos Facebook - Página 18 de 23 -

A qualidade do seu fã – Percepção e Relevância

Quantidade x Qualidade

Por quê se preocupar menos com a quantidade?

A presença digital não é apenas uma questão de opção para as empresas no atual momento em que vivemos, ela é uma obrigação. Essa presença passa por vários aspectos e acontece de diversas formas, seja através de um site, um blog, ou de perfis em mídias sociais.

Os perfis em mídias sociais serão nosso foco neste texto. Abordar, também, como esses perfis devem ser trabalhados e qual a maneira mais correta de medirmos a importância dos mesmos e o retorno que eles trazem para a empresas que utilizam as mídias sociais para se comunicar com seu público.

likes-facebook-twitter

Fãs e seguidores: quantidade ou qualidade?

A medição mais comum da importância de uma fanpage, ou de um perfil corporativo, está baseado no número de fãs ou seguidores que esses veículos conseguem. No entanto, talvez, essa percepção seja muito simplista para determinar a relevância deste canal.

Estudos feitos nos Estados Unidos e na Inglaterra indicam que a partir de certo número de fãs/seguidores o número em si não teria mais importância, não agregando maior valor à marca. Segundo esses apontamentos, conclui-se que para além de 10 mil likes já está consagrado o valor de uma marca, a percepção de sua relevância já está sedimentada.

No entanto, vale lembrar, que essas pesquisas focam empresas de tamanho global ou de penetração em todo um país. Portanto, dimensionando para cases de alcance regional ou segmentado, esse valor pode ser menor para atingir essa dita percepção direta de valor da marca pelo número de fãs que possua em um página em rede social.

Importante: a melhor maneira de avaliar a relevância de uma empresa ou personalidade dentro de uma mídia social está no engajamento que esta obtém com suas postagens nas redes sociais. Trata-se de um indicativo sobre a qualificação dos fãs obtidos pela página, demonstrando que são realmente comprometidos com aquela marca, com seus valores e com o seu conteúdo.
.

felipeFelipe A Pereira

Administrador de Empresas e fundador da Intermidia Brasil.
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Criar anúncios e obter resultados fica mais fácil no Facebook

Facebook anuncia mudanças no seu sistema de anúncios

O processo de compra de publicidade agora é iniciado por uma simples pergunta: qual é o objetivo do comercial? A resposta dessa pergunta será a chave mestra para o que será recomendado pela rede social para ser feito em termos de estratégia para os anúncios.

Novidade ao criar Anúncios no Facebook

A rede social de Mark Zuckerberg pretende tornar a propaganda o mais simples possível. O Facebook chama isso de compra de resultados de anúncio baseado em objetivos. Em junho, a ferramenta retirou ofertas online, resultados patrocinados e publicidades em forma de perguntas. Na sequência, foi introduzido um tamanho padrão de imagem que funciona para todos os tipos de anúncios dentro da rede social.

O foco é no objetivo

Uma pesquisa feita entre homens de marketing pelo Facebook demonstrou que os anúncios estavam focados em atingir objetivos determinados, que foram assim relacionados:

– Cliques para o site

– Engajamento em postagens de páginas

– Curtidas nas páginas

– Instalação de aplicativos

– Engajamento em aplicativos

– Visitação física

– Engajamento em eventos

A partir disso, esses objetivos se tornaram o ponto de partida para a formulação de campanhas no Facebook.

Também relacionado ao sucesso dos objetivos está o local onde aparecerá seu anúncio. Ele será colocado no feed de notícias para dispositivos móveis, no feed de notícias para desktops ou na coluna da direita, baseados pelos indicadores da publicação. No entanto, agora é possível escolher onde seu anúncio aparecerá, tornando a publicidade sob medida para quem deseja anunciar.

Por exemplo, quem quiser mais visitas no seu website colocará seu anúncio no feed de notícias para computadores de mesa.

Calculando o impacto do anúncio

Melhorias também foram feitas no mecanismo de controle das publicidades visando mapear de acordo com o objetivo traçado quando da criação do anúncio. Para isso, a ferramenta vai mostrar o objetivo e o número de vezes que este objetivo foi alcançado, bem como o custo para atingir este mesmo objetivo.

Todas essas mudanças buscam, além de facilitar a publicidade no Facebook, torná-la mais efetiva, com a possibilidade de estabelecer metas e analisar posteriormente como e em qual grau esses objetivos foram alcançados.

Fonte: www.facebook.com
.

felipeFelipe A Pereira

Administrador de Empresas e fundador da Intermidia Brasil.
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Trending Topics no Facebook: a ‘twitterização’

Trending Topics no Facebook em testes

Virou mania, entre os usuários brasileiros, reclamar da ‘orkutização’ do Facebook quando não estavam contentes com alguma novidade ou modismo na rede social de Mark Zuckerberg. Porém, na verdade, o Facebook tem se aproximado cada vez mais do Twitter.

Depois das hashtags, já está em fase de testes no Facebook outra funcionalidade característica do microblog: os tópicos mais comentados (conhecidos como trending topics). Por enquanto chamados de ‘Hot Topics’, ainda não há grande novidade em relação ao que esta função apresenta no Twitter. Porém, em relação ao comum do Facebook, deve gerar ainda mais interação.

Trending Topics Facebook

Os ‘hot topics’ estão sendo testados para alguns usuários do Facebook móvel nos Estados Unidos. A ferramenta, equivalente ao trending topics no Twitter, fica no topo da página do feed de notícias. Ali, você pode conferir o que seus amigos estão falando sobre os assuntos mais importantes do momento e, também, o que os demais usuários da rede social comentam sobre os mesmos tópicos.

Não é segredo que a rede social número um do mundo tornou o MSN Messenger obsoleto ao consolidar seu chat próprio. Portanto, não é surpresa pensar que a estratégia de Zuckerberg e cia seja pegar para si boa parte da fatia dos usuários do Twitter.

O Facebook quer agregar ao seu objetivo tradicional de aproximar amigos e pessoas com interesse em comum, a possibilidade de ser o local para se informar e buscar as novidades da hora. Ou seja, função básica do Twitter para maior parte de seus usuários.

É bom lembrar que não são todas as novidades postas em testes no Facebook que se tornam efetivas na rede social. Mas, levando em conta o ritmo das últimas inclusões de funcionalidades, em breve os tópicos mais comentados devem estar disponíveis para todos os usuários.

Opinião: assim como Google+ implanta diversas funcionalidades ‘copiadas’ do Facebook na busca de mais (e diferentes tipos de) usuários, o Facebook está fazendo o mesmo com o Twitter.

.

Por Felipe Pereira
Administrador de Empresas e fundador da Intermidia Brasil.
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

 

Hashtag no Facebook é só o começo!

As hashtags já estão em uso, em escala mundial, no Facebook. Primeiro a novidade foi testada na casa da rede social, os Estados Unidos e, com a aceitação demonstrada, as #’s agora estão disponíveis a todos os participantes do empreendimento de Mark Zuckerberg.

hashtag-no-facebook

Não pense que as novidades em termos de busca de conteúdos dentro do próprio Facebook e a consequente maior troca de informações entre usuários da ferramenta social ficarão na possibilidade de utilização das hashtags. Os desenvolvedores do Facebook já avisaram que os próximos meses serão repletos de novidades nesse sentido.

Outra ferramenta lançada, ainda em fase de instalação completa, é a possibilidade de comentar status com fotos. A ideia é que isto seja feito também através do Facebook móvel. Por enquanto os usuários da versão para celular da rede social podem, apenas, visualizar. Ainda não conseguem postar imagens utilizadas como comentários.

Ajudar a descobrir as conversas que ocorrem via rede social no mundo inteiro são a justificativa apontada para essa guinada de Zuckerberg & cia. No entanto, o verdadeiro motivo, lógico, é comercial. Dados do próprio Facebook indicam que, no chamado horário nobre da televisão, o número de americanos online no FB é equivalente aos números de telespectadores do Super Bowl – final da NFL e evento de maior audiência televisiva nos Estados Unidos – entre 88 e 100 milhões de usuários.

O uso das hashtags no Facebook é similar com a utilização das #’s em outras redes, tais como: Twitter, Google+, Tumblr, Instagram e Pinterest. Ou seja, permite a inserção de sua publicação em um contexto, em incluí-la em uma discussão maior etc. Ao clicar em uma hashtag no Facebook você verá um feed com o que outras pessoas e páginas estão comentando sobre o assunto.

Além disso, pode ser feita a busca por uma hashtag específica na barra de pesquisa do Facebook. Também ficarão “clicáveis” as #’s vindas de outros aplicativos e serviços, caso do Instagram.  A composição de postagens também poderá ser feita de forma direta do feed de hashtags ou dos resultados de busca. A utilização de #’s poderá ser controlada pelos usuários no quesito privacidade.

.

.

Por Felipe Pereira
Administrador de Empresas e fundador da Intermidia Brasil.
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Falsa mensagem de Mark Zuckerberg é tentativa de phishing

[h1]Mensagem de remetente Mark Zuckerberg é falsa e tenta roubar dados do usuário[/h1]

[h2]Não caia no golpe de phishing e preserve seus dados pessoais[/h2]

De acordo com a descoberta feita pela Hoax-Slayer e informada ao AllFacebook, a mensagem de Zuckerberg está chegando nas caixas de mensagens inbox dos usuários ao redor do mundo.

A Hoax-Slayer informou que é uma tentativa de Phishing (roubo de dados pessoais para fins de fraude) para enganar os usários e estimulá-los a fornecerem seus dados de acesso do Facebook a criminosos cibernéticos.

Falsa mensagem de Mark Zuckerberg - alerta de phishing

A mensagem falsa a primeira vista pode assustar, pois ela propõe que a conta do usuário do Facebook corre o risco de ser eliminada em definitivo, por causa de uma violação dos Termos de Serviço do Facebook.

Então, é solicitado ao proprietário da página que clique no link para confirmar que a conta é sua e mostrar que a página não está realmente violando nenhum termo dos serviços.

Os usuários que clicarem no link acabarão sendo redirecionados para uma página falsa de login do Facebook, muito semelhante a original. Quando a vítima fizer seu login, significará um adeus à sua conta, pois suas credenciais serão roubadas nesse exato momento.

Fique esperto! 🙂

WhatsApp chat