IBr Agência Digital | Blog

Instagram testa álbum de fotos em sua versão Beta

Instagram testa álbum de fotos em sua versão Beta

Apesar de seu curto período de existência, o Snapchat cresceu muito rápido através dos seus inovadores recursos, que fizeram as redes sociais concorrentes se mexerem para não perderem suas fatias no mercado.

Com o Instagram não foi diferente. Percebendo o sucesso do rival, passou a lançar diversos novos recursos a seus usuários, inclusive imitando o Snapchat algumas vezes.

A última novidade apresentada pela rede social é a possibilidade de salvar suas fotos e vídeos em um álbum, permitindo ao usuário fazer o carregamento de até 10 fotos ou vídeos simultaneamente, de forma que não encha o feed dos seus amigos com o seu conteúdo de forma desnecessária, caso os conteúdos fossem publicados um de cada vez.

Também será possível utilizar filtros dentro dos álbuns , podendo aplicar o mesmo filtro em todas as fotos de forma simultânea, ou escolher um filtro qualquer para cada uma das imagens.

A novidade ainda não tem data para ser liberada para todos os usuários.

 

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Pesquisa revela que brasileiros consideram WhatsApp como o app mais seguro de mensagens

Pesquisa revela que brasileiros consideram  WhatsApp como o app mais seguro de mensagens

Através de uma pesquisa realizada pelo Datafolha, foi revelado que o WhatsApp é o aplicativo de troca de mensagens que mais transmite segurança devido a sua política de privacidade e criptografia de conteúdos.

Prova desses dados são os mais de 100 milhões de usuários ativos que o aplicativo possui no Brasil, tendo o país como um dos maiores mercados consumidores de WhatsApp no mundo.

Foi revelado que 57% dos entrevistados consideram o WhatsApp o app mais confiável devido ao fato do conteúdo ser criptografado de ponta a ponta. Mais abaixo vem o antigo SMS, com 12% de preferência, e em terceiro o Facebook Messenger, que também é propriedade de Mark Zuckerberg. O Telegram, que apesar de ser um ótimo aplicativo, e por diversas vezes teve suas funções copiadas pelo WhatsApp, foi citado por somente 1% dos usuários.

Foram entrevistadas 2.363 pessoas maiores de 13 anos, entre 130 cidades de todas a região do país.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Twitter prepara novo recurso que banirá discursos de ódio e abusivos na rede social

Twitter prepara novo recurso que banirá discursos de ódio e abusivos na rede social

Foi anunciado pelo Twitter nesta segunda-feira (30), que a rede social está em processo final de desenvolvimento de um novo recurso que terá a função de banir mensagens abusivas.

A rede social vem sofrendo diversas reclamações de seus usuários, que relatam viver com assédios e abusos frequentes, fatos que levaram muitas dessas pessoas à desativarem sua conta no Twitter.

No final do ano passado, o Twitter realizou uma pesquisa com seus usuários, dando a eles liberdade total de opinarem em quais pontos a rede social poderia melhorar seus serviços, e um dos assuntos mais comentados foi a questão do troll e do assédio.

O Twitter disse que está dando atenção máxima para as questões de segurança, e que as medidas entrarão imediatamente no ar assim  que estiverem concluídas.

“Nós ouvimos vocês, nós não agimos rápido o suficiente no ano passado, agora nós estamos pensando sobre o progresso em dias e horas, não semanas e meses”, disse Ed Ho, vice-presidente de engenharia, em uma mensagem, sem dar maiores detalhes.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Netflix e emissoras de tv brasileiras se unem para dominar o mercado das tvs por assinatura

Netflix e emissoras de tv brasileiras se unem para dominar o mercado das tvs por assinatura

Já não é de hoje que as operadoras de televisão por assinatura não vivem uma boa fase. O surgimento dos serviços de streaming no Brasil obtiveram um sucesso implacável, fazendo muitos usuários de tv paga abandonarem o serviço, ou trocando seu pacote por um plano mais básico.

Ao que tudo indica, a má fase dessas operadoras tende a piorar. Segundo o jornalista Ricardo Feltrin, SBT, RedeTV e Record, que juntos constituem a empresa Simba, estão desenvolvendo uma parceria junto ao Netflix com o objetivo de transmitir o conteúdo em HD desses canais abertos exclusivamente na tv aberta e através do Netflix.

O que impulsionou a união das três emissoras foi o fato delas não receberem a mais das operadoras de tv fechada para elas transmitirem suas transmissões em HD, sendo que esses mesmos canais são oferecidos dentro dos pacotes pagos de tv com alta definição de imagem.

Com a parceria, diversos conteúdos das emissoras como os jornalísticos, novelas e séries seriam colocados a disposição no Netflix.

Vale lembrar que as empresas de tv por assinatura são as mesmas que abastecem o mercado com os serviços de internet banda larga, móvel e telefonia. Por isso a richa com o Netflix é muito grande, pois os usuários passaram a utilizar maior quantidade de dados de suas conexões de internet para reproduzir os conteúdos do Netflix. Ou seja, o prejuízo que o serviço de streaming gerou possui mais de uma força.

Desde 2015, as empresas de tv por assinatura perderam em torno de 1 milhão de clientes.

Além do Netflix, a Simba também estuda disponibilizar seu conteúdo através do serviço de streaming da Amazon, que chegou ao país recentemente.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Após longo período de testes, Samsung divulga qual foi o motivo das explosões do Galaxy Note 7

Após longo período de testes, Samsung divulga qual foi o motivo das explosões do Galaxy Note 7

A Samsung passou pela maior crise de sua história no ano de 2016. Após o lançamento do “Galaxy Note 7”, que foi desenvolvido para ser um dos smartphones tops de linha da marca, mas tudo deu errado.

Centenas de exemplares do aparelho pegaram fogo ou explodiram, inclusive ferindo seriamente diversos proprietários, instaurando uma crise na empresa sul-coreana com a queda em suas ações e com a perda da credibilidade perante seus clientes.

Após toda essa tragédia, a empresa informou que realizou um mutirão com uma equipe de 700 pessoas, onde foram testados 200 mil aparelhos, além de 20 mil baterias extras, desvendando qual era o problema que gerava o superaquecimento e as explosões.

Logo que ocorreram os primeiros casos, a Samsung realizou um recall do Galaxy Note 7, e ainda sim os mesmos problemas continuaram sendo identificados.

Constatou-se que nos primeiros lotes do aparelho o problema era um defeito de design no canto superior direito da tela, que gerava um curto-circuíto, saindo fumaça do aparelho, podendo pegar fogo.

Nos lotes comercializados após o recall, devido a um defeito de produção, os aparelhos tinham um problema de solda na bateria, que também tornou possível a geração de incêndios.

Esse foi o maior escândalo vivido por uma grande fabricante de eletrônicos, que com certeza terá os seus negócios afetados por um bom tempo até o ocorrido cair no esquecimento da população mundial.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil. Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!