IBr Agência Digital | Blog

Facebook: contas verificadas e nomes fakes para pessoas públicas

Baseado historicamente em nomes e identidades reais, o Facebook passará a oferecer contas verificadas e possibilidade de utilização de pseudônimos para figuras públicas. Ou seja, se a figura quiser, poderá optar em exibir um nome fake ou de sua preferência após verificar sua conta. O recurso já está disponível no Twitter desde 2009 e no Google+ já logo após o seu lançamento.

.

fakes para pessoas públicas

Opção de verificação de conta disponível para usuários com muitos assinantes

.

Inicialmente, apenas usuários com números elevados de assinantes serão convidados a utilizar o novo recurso. Vantagem: depois de verificada, a conta passará a receber maior credibilidade e aparecerá com mais frequência como perfil indicado para os usuários assinarem e, daí por diante, passarem a acompanhar.

Curioso é que o Facebook não utilizará nenhum emblema ou símbolo, como utilizado pelo Twitter, para diferenciar contas verificadas de contas ‘normais’. Bastante curioso, afinal essa é a forma que as pessoas utilizariam para diferenciar perfis verdadeiros de perfis mentirosos e fakes.

Em vez dos emblemas, o Facebook permitirá que o usuário utilize um pseudônimo, fugindo à sua regra inicial de permitir apenas nomes verdadeiros. Dessa forma, pessoas com nomes famosos ‘estranhos’ poderão ser encontradas tanto pelo nome artístico quanto pelo seu nome de registro.

Não há formas de auto voluntariar-se para a verificação, apenas usuários com muitos assinantes serão convidados a verificar suas contas.

.

.

.
Por Felipe Pereira
.
Administrador de Empresas, acadêmico de estratégias digitais de marketing e fundador da Intermidia Brasil.
>
Me siga no Twitter, no Facebook e no Google+!

Novo recurso de controle de SPAM no Google+

O Google lançou melhorias nas opções de controle de spam para sua rede social Google+. O novo recurso permite que os usuários marquem comentários como inadequados ou abusivos e bloquear quaisquer comentários futuros do referido usuário infrator.

O novo recurso vem na forma de uma bandeirinha que apareçe no canto inferior direito quando você passa o mouse sobre um comentário, mostrando a escrita “Sinalizar como Impróprio” quando deixado o mouse em cima. A marcação pode ser desfeita clicando novamente sobre o ícone.

controle de SPAM no Google+

Quando marcado, o comentário fica esmaecido. O usuário será removido do seu círculo e suas atualizações não aparecerão mais em seu streaming. A pessoa não terá o conhecimento de que você a bloqueou ou marcou como imprópria. Curiosamente, você pode marcar comentários de pessoas fora de seus círculos também.

Facebook – Anúncios em breve também nos dispositivos móveis

dispositivos móveis

O falatório em torno do Facebook nas últimas semanas tem sido grande. Não satisfeita, a gigante das redes sociais resolveu dar mais uma chacoalhada nas coisas, com a introdução de anúncios pagos nos dispositivos móveis, que deverá acontecer ao longo das próximas duas semanas.

O Facebook já havia dito que colocar anuncios de “histórias patrocinadas” – onde as marcas pagam para se destacar nas interaçoes das pessoas e destas com seus amigos – nos dispositivos móveis era um possível passo a ser tomado pela empresa.

Em sua apresentação de IPO (Oferta Pública Inicial) na semana passada, O Facebook afirmou aos seus potenciais investidores que a falta de uma receita significativa vinda de dispositivos móveis, usados por metade dos 800 milhões de usuários, poderia afetar negativamente sua entrada de receita, a medida que mais e mais usuários começam a usar dispositivos móveis em vez de PCs para se conectar.

O grande desafio para o Facebook será encontrar o equílibrio entre satisfazer seus futuros acionistas com um rápido crescimento de sua receita, e seus fiéis usuários, que a julgar pelas reações às mudanças anteriores, podem ser resistentes a ideia de serem bombardeados por publicidade em seus PCs e agora também em seus dispositivos móveis.

Se bem que com seus 800 milhões de usuarios, é praticamente impossível fazer mudanças sem prejudicar alguma parte.
O que a empresa precisa descobrir é a melhor maneira de incorporar os anúncios sem estragar a experiência de uso.

A pequena tela simplificada causa grandes dores de cabeça para o Facebook que, se criar a formula correta, terá descoberto uma mina de ouro!

Utilizando o Foursquare dentro da estratégia digital da sua empresa

Foursquare

O Foursquare já conta com 4 milhões de usuários em todo o mundo e já é uma rede social de destaque entre as estratégias das empresas nas mídias sociais. Muitas marcas estão utilizando muito bem o Foursquare para ações de fidelização, retenção e relacionamento com seus clientes.

Li uma notícia no Baguete de uma ação que a Rossi Fiateci promoveu no Foursquare bem interessante. A ação visou divulgar o empreendimento de R$ 80 milhões, que construirá quatro torres – três residenciais e uma comercial – no terreno da antiga fábrica de tecidos, no Quarto Distrito de Porto Alegre.

A ação foi através de um concurso cultural que deu ao ganhador um jantar no Dinner in The Sky – projeto criado na Bélgica que serve pratos elaborados por chefs de cozinha numa mesa suspensa a 35 metros do chão. O vencedor da promoção, com direito a um acompanhante pode desfrutar de um jantar que pode custar R$ 600.

E, para participar do concurso, era preciso fazer o check-in na rede social no plantão de vendas da Rossi Fiateci (Rua São Pedro, 70). Depois de fazer o check-in, os usuários deveriam inserir uma dica na opção Tips do empreendimento respondendo à pergunta: Porque o Rossi Fiateci faz parte da história da sua geração? 

Muitas empresas internacionais já tem cases de sucesso nesta rede social e agora é a vez de vermos empresas aqui no Brasil terem sucesso em suas estratégias no Foursquare. Nos Estados Unidos, por exemplo, há muitas empresas que dão um tratamento especial para quem se torna “Mayor” de um determinado local, ou seja, o mais fiel dos consumidores (maior número de visitas e pontos). Há inúmeras formas das empresas oferecerem vantagens para seus clientes através do Foursquare.

A oportunidade oferecida por esta rede social é enorme. As empresas podem buscar o seu público-alvo que utilizam o Foursquare e criar ações que façam com que essas pessoas se identifiquem com a marca. Basta ter criatividade, agregar valor aos clientes e construir o relacionamento.

 

 

Fonte: i9socialmedia.com

Paulo Coelho no The Pirate Bay

Hoje em visita ao site The Pirate Bay vi algo que me deixou bastante impressionado.

Estampado na página inicial do site, encontro uma grande foto de ningúem menos que Paulo Coelho, com os dizeres: Pirate Bay orgulhosamente promove Paulo Coelho.

Para quem não conhece o The Pirate Bay é um site de compartilhamento de arquivos em Torrent (P2P), muito famoso por sinal.

Me perguntei: Mas que diabos é isso??
Então cliquei na foto e fui direcionado para o blog do Paulo Coelho, e lá estava um post escrito por ele próprio explicando o por que desta ação.
O Blog é em inglês, como sou bonzinho vou transcrever aqui o referido post.

…………………

Promo Bay

O The Pirate Bay incia hoje um novo e interessante sistema para promover a arte.
Você tem alguma banda? Você é um aspirante a produtor de cinema? Um comediante? Desenha Cartoons?
Eles irão trocar o logo da página inicial por um link para o seu trabalho. Para saber mais como ficar na página inicial deles, clique aqui.

Tão logo aprendi como funciona, decidi participar. Muitos dos meu livros estão lá, e como eu disse em um outro post, a venda físcia dos meus livros vem crescendo desde que meu leitores têm postado eles em sites de compartilhamento(P2P).
Seja bem vindo e baixe meus livros gratuitamente, e se você gostar, compre uma cópia fisica – é uma maneira que temos de falar para a indústria que a ganância não leva a lugar nenhum.

Com amor,
O Coleho Pirata

…………………

Bom, como “praticante” de P2P e anti-S.O.P.A., fiquei todo arrepiado ao ler isso. Simplesmente Paulo Coelho, com toda sua classe, deu um tapa de luva em toda essa história,  na indústria capitalista que tenta impedir a todo custo o compartilhamento de arquivos online.

Sua declaração sobre a venda de livros ter crescido desde que seus livros foram parar nos canais p2p não é novidade para niguém. Digo mais, isso é assim para a grande maioria dos escritores, músicos, cineastas e demais artistas. Compartilhar seus trabalhos gratuitamente faz com que todos o conheçam. Outro exemplo? Chris Anderson, autor de A Cauda Longa. O livro, muito antes de chegar nas prateleiras, estava nos canais de compartilhamento.

Nós, compartilhadores somos assim, se gostamos compramos, sejam CDs, Filmes, Livros ou o que for. Para mim isso é uma forma de homenagear o artista pelo seu trabalho.

E você, o que acha disso?
Deixe seu comentário aqui no Blog!

Por Felipe Gonçalves
http: //facebook.com/felipebing