Arquivos Notícias - Página 45 de 52 -

Novo layout do Google Adwords: quais as vantagens e desvantagens?

Novo layout do Google Adwords: quais as vantagens e desvantagens?

Os anúncios da coluna da direita foram extintos e as primeiras posições mostram, agora, 4 anúncios em vez dos 3 de até então

Uma recente atualização no layout das páginas de resultados do Google trouxe insegurança para muitos anunciantes. Como saber, de fato, a melhor estratégia de adaptação às mudanças ocorridas?

Entendendo as mudanças

Os anúncios pagos que eram expostos no lado direito da tela, ao lado dos anúncios da busca orgânica, deixaram de existir. Contudo, foi criada uma quarta e última colocação nos anúncios pagos que encontram-se na parte superior da tela. Os 3 últimos anunciantes da parte inferior da tela permaneceram da mesma forma.

Sendo assim, os anúncios que foram extintos do lado direito da tela, passam a disputar colocações com os anunciantes da parte superior e inferior. Exemplificando, se o anúncio encontrava-se na primeira colocação na parte direita da página, teoricamente ele passa a “disputar” a primeira colocação da parte inferior da primeira página e, em muitos casos, será movido para a segunda página (dependendo do seu índice de qualidade e lance máximo).

Ou seja, estas novidades geram uma nova disputa pelas melhores colocações, e quem não estiver disposto a investir um pouco mais, sem dúvida, ficará pra trás.

O Google aplicou esta nova estratégia visando o lucro, pois obviamente, os anunciantes que estavam satisfeitos em estar, por exemplo, na terceira colocação da parte direita dos anúncios pagos, serão obrigados a reavaliar seus investimentos, a fim de tentar manter-se na primeira página, que passou a ser ainda mais concorrida.

Contudo, a mudança gerou além de desconfiança, alguns benefícios para os anunciantes. Pra quem anunciava e possuía como posição média as posições do lado direito da tela, obtinha um anúncio menos “detalhado”. A partir de agora todos os anúncios podem usar extensões de chamada, extensões de sitelink, extensões de localização e assim por diante.

Conclusões

O fato é que a mudança aplica-se a todos, por isso não existe a necessidade de entrar em pânico. Torna-se essencial ao anunciante ficar mais atento aos resultados a partir de agora, mantendo a monitoração de suas campanhas e ajustando suas contas, conforme necessário.

Só o tempo nos permitirá ter uma noção e avaliação mais ampla da dimensão de todas estas mudanças e o que de fato influenciará nos valores investidos e nos resultados obtidos nas campanhas de links patrocinados do Google Adwords.
.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil.  Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Messenger do Facebook recebe pacote de atualizações

Messenger do Facebook recebe pacote de atualizações

Após um longo período sem nenhuma modificação relevante, o Facebook prepara uma série de novidades no seu aplicativo de bate papo

Mark Zuckerberg projeta nos próximos meses, instaurar no Messenger pelo menos três novidades:

Contas múltiplas

Esta é uma novidade desenvolvida pensando nas empresas que utilizam o Facebook como ferramenta para manter contato direto com seus clientes, ou até mesmo para prospectar novos mercados para seu produto ou serviço. Neste caso, a empresa pode possuir dois ou mais perfis, administrando-os de forma muito mais rápida e prática, sem a necessidade de fazer login e logout diversas vezes por dia.

SMS

O Facebook já havia disponibilizado esta ferramenta anteriormente no Messenger, todavia com resultados poucos satisfatórios, o que levou a rede a desistir desta inovação por hora. Mas, pelo que se pôde perceber, Zuckerberg aposta que a praticidade de realizar múltiplas tarefas em um único aplicativo poderá facilitar muito a vida das pessoas.

Visual

No visual a mudança será mínima. O usuário terá a opção de alterar a cor branca da barra superior de opções, para a cor azul, tornando a visualização do menu mais nítida.

Acompanhe nosso blog, diariamente postamos dicas e notícias!!!

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil.  Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Pop Corn Time, o pesadelo do Netflix!

Pop Corn Time, o pesadelo do Netflix!

O surgimento da Netflix em 2010 foi um divisor de águas no mercado do entretenimento mundial. Uma grande variedade de filmes e seriados são oferecidos por um preço muito acessível, fator determinante para tamanho sucesso. A ideia deu tão certo que a Netflix passou a produzir seus próprios seriados e, aos poucos, vai se desvinculando da compra dos direitos autorais de produções dos grandes estúdios de Hollywood.

Para a surpresa de todos em 2014 foi lançado o Pop Corn Time, um aplicativo argentino de streaming que segue uma proposta muito semelhante à Netflix, com um diferencial muito atraente: totalmente gratuito.

A grande vantagem é que seu conteúdo é incalculável, pois ele é fornecido através de servidores BitTorrent, onde todo o conteúdo que você baixaria em sites torrents fica disponível com acesso imediato através do Pop Corn. Outra vantagem é o fato de você poder assistir filmes recém lançados ou até mesmo títulos que ainda estão no cinema, tudo isso em qualidade HD.

Mas como já era de se imaginar, os donos de direitos autorais das obras acessadas, e até mesmo os proprietários da Netflix, buscaram seus direitos na justiça, conseguindo extinguir o Pop Corn da rede.

O Netflix Pirata

Acontece que, antes de tirar do ar, seus criadores liberaram todos os arquivos do software na GitHub, uma página utilizada para guardar arquivos de programas com código aberto. A partir daí o programa passou a ser administrado pela equipe da WIFY, que assumiu a administração do software de agora em diante.

Segundo a WIFY, a justiça não tinha embasamento suficiente para acabar com o software, porém algumas semanas depois o Pop Corn foi desativado novamente por determinação judicial.

Neste momento, o Pop Corn encontra-se em situação ilegal. No entanto, ainda é possível fazer o download do mesmo em sites torrent. Concluindo, sabemos que será extremamente difícil extinguir o programa de forma definitiva da rede.

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil.  Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Facebook: vídeos patrocinados recebem nova ferramenta

Vídeos patrocinados no Facebook receberão legendas automáticas

Você já deve ter sido atingido, algum vez, por algum vídeo de anúncios que aparecem no seu feed de notícias e saem rodando sozinhos sem você acionar o play, certo? É o chamado “autoplay”.

Pois bem: o Facebook realizou uma pesquisa, recentemente, e constatou que 80% destes anúncios “forçados”, quando abertos em celulares, estão atingindo resultados negativos.
Poucas pessoas realmente param de verdade para liberar o volume do vídeo e assisti-lo.

Visando melhorar estes resultados a mídia social disponibilizou uma nova ferramenta para a edição dos vídeos anunciados, permitindo que o anunciante insira legendas em curtos vídeos, podendo edita-las a qualquer momento.
Outra novidade é a possibilidade do anunciante acessar a nova ferramenta e poder ver a porcentagem de usuários que assistiram ao vídeo com som, podendo assim, elaborar uma estratégia mais efetiva.

Prometida para funcionar primeiramente para os vídeos com áudio em inglês, a ferramenta capta automaticamente o áudio e produz as legendas, que podem ser editadas e ajustadas posteriormente.
É importante lembrar que até o presente momento as empresas que desejam inserir legendas no seus vídeos patrocinados são obrigadas a carregar um arquivo à parte.

Segundo o Facebook, a inserção da ferramenta promete aumentar em cerca de 12% o tempo de exibição do vídeo para os usuários.

Para ficar por dentro das novidades, acompanhe sempre o blog da agência Intermidia Brasil! 🙂

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil.  Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

Atualização do Google prioriza sites com versão mobile

Alteração se dá em função do aumento do uso de dispositivos móveis

Olá leitor da Intermidia Brasil!

Já parou pra pensar quantas vezes você entra em sites de lojas virtuais, sites de veiculação de notícias ou até mesmo em sites de serviços e etc.? Muitas vezes! Não é mesmo!?

O Google sabe disto e está bem interessado e preocupado com esta evolução de acessos a sites por dispositivos móveis. Somente no ano passado, o acesso à lojas virtuais realizadas por dispositivos mobile cresceram mais de 200% só no Brasil!

Quem é mobilegeddon?

Por estas e outras, o Google esta preocupado em disponibilizar ao usuário uma ótima experiência mobile em suas buscas. Como já havia sido especulado muito em 2014, o gigante das buscas lançou a sua mais nova atualização: chamada por muitos de “mobilegeddon”. Esta atualização foi informada oficialmente pelo “Blog do Google para Webmasters”, sendo mencionada por muitos especialistas da área como a “bomba das atualizações” já realizadas até o momento pelo motor de busca.

Ele prioriza sites responsivos nas buscas. Ou seja: sites que se adaptam a várias telas de dispositivos móveis (celulares e tablets), além de proporcionar uma ótima navegação ao usuário, com textos apropriados a uma fácil leitura, elementos de toque bem divididos (opções de navegação do site) e páginas com auto-ajuste de tela. Em suma, uma fácil navegação no mundo mobile aos usuários que utilizam esta praticidade nos acessos do dia-a-dia.

Como descobrir se você esta sendo afetado

Para saber sua situação real, você pode analisar seu site em ferramentas que o próprio Google disponibiliza para descobrir se ele é compatível com dispositivos mobile e saber o que funciona e o que não funciona nessa versão.

Você pode acessar o “Google Webmasters Tools” e conferir se seu site está de acordo com as diretrizes. Confere aí!

Teste Google Webmasters Tools Sites responsivos

Você também pode utilizar esta ferramenta no link a seguir http://goo.gl/GOE0k5 e conferir se o seu site é compátivel com dispositivos móveis como na imagem abaixo!

GWT Teste Google Site Responsivo

Então, se você conferiu seu site com estas ferramentas disponibilizadas pelo Google e encontrou algum destes problemas, é melhor correr e começar a trabalhar em um site responsivo para seu negócio!

O gigante das buscas está afirmando, com todas as palavras, que sites responsivos (adaptáveis às mais variadas dimensões de tela) terão mais relevância nas buscas, bem como mais visibilidade pelo simples fato de estar adequado às novas diretrizes.

Porém, não é somente por causa dessa prioridade do Google que você deve fazer essa verificação e adaptação no seu site, mas também, pelo fato consolidado de que, ano após ano, exista cada vez mais pessoas acessando conteúdos por dispositivos móveis.

Quem não se adequar ao mercado acabará perdendo não somente bons pontos com o Google, mas perderá também, ótimas oportunidades no mercado por simplesmente estar andando para trás e não acompanhar as novidades do mundo online. 😉

.

Felipe de Andrade PereiraFelipe A Pereira

Administrador de Empresas, fundador e CEO da Intermidia Brasil.  Autor do livro Marketing e Comunicação Digital: a internet otimizando negócios
Converse comigo no Twitter, no Facebook e no Google+!

WhatsApp chat