Arquivos Redes Sociais - Página 34 de 35 -

Facebook cresceu 298% no Brasil em 2011

Facebook

O Brasil foi o país líder em crescimento no Facebook durante o ano de 2011. Segundo números do especialista Nick Burcher, o país saltou de 8,8 milhões de usuários da rede social em 2010 para 35,1 milhões em 2011 – acréscimo de 298%.

Com isso, o Brasil assumiu a quarta colocação em número de usuários, atrás somente dos Estados Unidos (157 milhões), Indonésia (41,7 milhões) e Índia (41,3 milhões).

Segundo os números de Burcher, obtidos no próprio Facebook, em 2008, o Brasil contava apenas com 209 mil usuários cadastrados na rede social contra 2,4 milhões em 2009.
Entre os cinco primeiros países em número de usuários, os Estados Unidos cresceram apenas 8% em 2011, contra 30% da Indonésia, 139% da Indonésia e 67% do quinto colocado México.

Se mantiver o atual ritmo de crescimento, o Brasil pode ultrapassar a Índia e assumir a terceira posição em número de usuários já em 2012.

Fonte: Info

Aplicativo para o facebook promete mostrar quem visitou seu perfil.

Aplicativo para o facebookPor Felipe Gonçalves
www.facebook.com/felipebing 

.

Na verdade se trata de mais um golpe de usuários mal intencionados para capturar informações de quem autoriza o uso do aplicativo.
Golpes como estes não são novidade, porém tão logo comecem as denuncias por parte dos usuários, o próprio Facebook  trata de remover os aplicativos maliciosos.

.
Porém este se comporta de forma diferente, ele não usa um aplicativo nativo do Facebook, ao invés disso os golpistas preferiram usar um blog no Blogger chamado http://www.quemmevisitou.blogspot.com/ impossibilitando desta forma o Facebook de deletar o aplicativo, haja vista que ele não tem poder para deletar um blog no Blogger.

.

A própria ajuda do Facebook alerta que não oferece aplicativos com recurso de visualizar quem visitou seu perfil. Aplicativos de terceiros tambem não oferecem tais recursos.

Aplicativos que se propõem a fazer isto serão removidos por violação de política. Portanto muita atenção pessoal, não saiam por aí permitindo que qualquer aplicativo acesse seus dados. Denunciem!

Google, Facebook e Amazon planejam blackout em protesto a nova lei.

Google, Facebook e Amazon

As empresas: Google, Facebook e Amazon consideram interromper acesso aos seus serviços por um dia como protesto contra lei antipirataria que tramita no Senado americano.

.

Um dia sem buscas no Google, sem acesso ao Facebook ou compras na Amazon. O maior medo dos usuários mais frequentes destes sites pode se tornar realidade. A atitude seria um protesto das empresas contra a lei antipirataria que tramita no Senado americano, conhecida como SOPA (Stop Online Piracy Act).

Se aprovada a lei vai responsabilizar os sites por todo o conteúdo que for postado pelos usuários sob pena de bloqueio do site ou até mesmo a prisão dos responsáveis pela página. O projeto é fortemente apoiado por representantes da indústria musical e cinematográfica e que tem como objetivo exterminar a distribuição gratuita de seus produtos na web.

De acordo com informações da Fox News, o executivo Markham Erickson, da NetCoalition (associação que inclui empresas de tecnologia como Twitter e Google, por exemplo) detalhes do blackout ainda não foram acertados pelas companhias. A ação, segundo Erickson, está em análise e poderá ser colocada em prática caso as autoridades americanas continuem a considerar a aplicação da medida

Em 15 de novembro de 2011, foi enviada ao Congresso americano uma carta assinada pelas maiores empresas de tecnologia do planeta – como Google, Facebook, Zynga, Mozilla e LinkedIn – e que alertava para os perigos que tal medida que pode que pode mudar os rumos da internet.

Fonte: Exame

Facebook para Android já tem mais usuários ativos por dia do que o Facebook para iPhone

O aplicativo para Android já é mais utilizado que para iPhone. Lançado em setembro de 2009, mais de um ano após o lançamento do irmão para iPhone, o aplicativo ultrapassa e é, agora, mais utilizado e com mais usuários. Desenvolvidos internamente pelo Facebook, o app para Android agora possui 58,3 milhões de usuários diários ativos, enquanto o para iPhone aparece com 57,4 milhões, de acordo com o serviço de monitoramento e rastreamento AppData.

O dispositivo Android cresce a 550 mil ativações por dia e já possui a novidade Timeline disponível, o que anda não ocorreu com o aplicativo para o smartphone da Apple.

Já nos números mensais, o Facebook para Android possui 85,4 milhões e aí ainda fica atrás do aplicativo para iPhone, que registra atualmente 99,1 milhões. Estes números não são tão importantes quanto os números de usuários diários, que fazem referência aos usuários que tornam a usar o aplicativo quase que diariamente.

O engajamento do Facebook para Android é de 68,2% em comparação aos 57,9% do app para iPhone. Consequência desses números, podemos afirmar que o dispositivo Android possui um apelo maior aos jovens e seu comportamento, que é onde se concentram os usuários mais engajados do Facebook, bem como para os usuários da tecnologia em geral. O status de símbolo de moda, dado ao iPhone, pode ser a razão de usuários menos engajados.

Outra razão não menos importante para o app Facebook para Android assumir a liderança é o fato de o Facebook ter lançado um app para iPad, em outubro passado. Esse aplicativo já tem mais de 5,5 milhões de usuários diários. Alguns usuários utilizavam o app para iPhone no iPad, porém alguns provavelmente também utilizavam aplicativos não-oficiais para acessar ao Facebook no iPad. Deve-se levar esses dados em consideração também.

Seguindo os números, o Facebook para BlackBerry possui 29,9 milhões de usuários diários e o Facebook para Windows Phone, 360 mil.

Esses números influenciam e orientam o Facebook na criação e dedicação de recursos para desenvolvimento para dispositivos móveis. Por longo tempo, esses recursos foram disponibilizados primeiramente para a versão iPhone e essa prioridade muito provavelmente ocorreu devido ao seu maior número de fãs e usuários. Se realmente o Facebook para Android firmar-se como o mais popular, a Timeline poderá ser apenas o primeiro recurso a ser disponibilizado pela maior rede social do mundo com prioridade para o aplicativo do Android.

Informações: http://techcrunch.com

Aplicativo ajuda desempregados à procura de emprego

Certamente quando você pensa em novas oportunidades de carreira não é o Facebook que vem à sua mente. Porém, o site de buscas de carreira monster.com espera mudar isso com o novo BeKnown, aplicativo de rede profissional que permite aos usuários construir identidades profissionais no próprio Facebook.

“As pessoas estão gastando seu tempo no Facebook na mesma intensidade que as empresas estão tentando encontrar ferramentas criativas para se conectar com o talento em potencial”, disse Tom Chevalier, gerente de produto global da Monster.

O aplicativo utilizará como base as informações sobre experiência e conexões do usuário. Quando identificado um potencial de trabalho em algum usuário, o empregador terá a opção de afirmar seu interesse, pois receberá as informações do perfil.

Ainda no aplicativo, usuários poderão ganhar distintivos e emblemas no visual, com base em suas experiências profissionais, conquistas e pontos fortes citados pelo próprio site ou por colegas, para servir como ajuda para recrutadores e destacar seus feitos e realizações.
Chevalier salienta, ainda, que é importante que o BeKnown mantenha uma divisão explícita entre vida social e profissional de um usuário, mantendo as duas redes totalmente separadas.

“Isso é realmente importante, tanto para as expectativas dos usuários das redes sociais e o que eles podem querer fazer como profissionais, mas também para estabelecer limites mantendo o conforto das pessoas”, explicou.

O app também mantém uma atualizada lista de empregos diretamente nas páginas de uma empresa no Facebook.

Funciona atualmente com iPhone e Android.

WhatsApp chat